Fifa 23: saiba preços e data de lançamento do jogo da EA Sports

Mbappé, do PSG, e Ker, do Chelsea, estrelam a edição Ultimate do FIFA 23(Divulgação)


A EA Sportes, que encerra a parceria com a Fifa na criação do jogo de futebol neste ano, com direito a troca de farpas com Gianni Infantino, vai lançar seu game no dia 29 de setembro. No entanto, o jogo já está disponível para pré-venda em plataformas licenciadas.

O valor das mídias físicas e online variam entre R$ 260 e R$ 500. Os valores foram divulgados pelo 'ge'.

Mídia física
PlayStation 4 (PS4) e Xbox One: R$ 263,91 (edição padrão)
PlayStation 5 (PS5) e Xbox Series S|X: R$ 334,31 (edição padrão)
Todos os consoles: R$ 499,00 (edição ultimate)

Mídia digital
Edição Standard para PS4: R$ 298,90
Edição Standard para Xbox One: R$ 299
Edição Standard para PC: R$ 299
Edição Standard para PS5: R$ 338,90
Edição Standard para Xbox Series S|X: R$ 339
Edição Ultimate para PS4/PS5: R$ 498,90
Edição Ultimate para Xbox One e Xbox Series S|X: R$ 499
Edição Ultimate para PC: R$ 379

NOVIDADES
Apesar de ter apenas revelado o trailer do novo game, a EA já deixou claro algumas novidades para o FIFA 23. O Crossplay, que habilita os jogadores a criarem partidas entre diferentes consoles, está cada vez mais consolidada. O Hypermotion também ganhou uma nova versão, que tem como objetivo tornar o jogo ainda mais realista.

Os times femininos, que marcam presença na franquia desde 2016, devem ganhar caras novas. A EA adicionou equipes europeias ao game, o que explica a presença da australiana Sam Kerr na capa. Entre os clubes selecionados, Chelsea, PSG e Lyon são os mais

ENTENDA O DIVÓRCIO
Após 30 anos de parceira, FIFA e Electronic Arts decidiram encerrar o acordo que tinham. Dessa forma, o game de futebol conhecido como "FIFA" passará a ser chamado no próximo ano de "EA Sports FC".

No anúncio oficial, a EA Sports FC comunicou que O Fifa 23 contará com 30 ligas, mais de 700 clubes, 100 estádio licenciados, entre outras novidades. Muitos fãs lamentaram o fim da parceria, mas se mostraram ansiosos com o novo jogo.

Em 2021, o "The New York Times" revelou que a Fifa teria pedido 1 bilhão de dólares para renovar, por mais quatro anos, o acordo com a Eletronic Arts. A EA, hoje, paga 100 milhões de dólares por ano e, de acordo com o site "UOL", acredita que pode economizar já que continua a oferecer uma experiência autêntica, com licenças das principais ligas do mundo (Champions League, Premier League, La Liga e etc).

Além disso, o acordo entre as partes ainda permite que a ES utilize o nome Fifa tanto nos jogos quanto na produção de jogos oficiais da Copa do Mundo. Também existe o direito de ser parceiro na organização de campeonatos de e-sports.