Festival Paralímpico acontece no sábado com mais de 10 mil crianças em todas as regiões do país

O Festival Paralímpico promove a inclusão (Divulgação/CPB)


O Festival Paralímpico Loterias Caixa, evento organizado anualmente pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) desde 2018 e destinado a crianças de 8 a 17 anos, com e sem deficiência, chegará à sua quarta edição no próximo sábado, das 8h30 às 12h, em 105 localidades nas 27 unidades federativas do Brasil - 26 estados e o Distrito Federal.

+ Jornalista da ESPN recusa proposta da Globo: veja as movimentações da imprensa esportiva em 2022

O evento proporciona a crianças com e sem deficiência a vivência em modalidades paralímpicas, de maneira recreativa e lúdica, bem como difunde o Movimento Paralímpico por todo o território nacional. Em 2022, o evento do CPB deve contemplar cerca de 10 mil crianças em todo o país.

E as inscrições para o Festival estarão abertas até o dia das atividades, 24 de setembro. Elas podem ser feitas por meio de formulário online.

Através do festival, o CPB busca promover a inclusão e estimular a prática do exercício físico.

– O objetivo do Festival é provocar na criança a alegria de fazer atividade física. Por isso, todo o material é adaptado. As bolas de bocha são feitas de meia, a bola de goalball é uma similar envolvida em saco plástico, as vendas nos olhos são de pedaços de pano. Assim, mostramos também aos professores do ensino regular que ele pode realizar uma atividade inclusiva com este tipo de material – afirmou Ramon Pereira, diretor de Desenvolvimento Esportivo do CPB.

+ Los Angeles 2028: Comitê Organizador divulga datas das Olimpíadas e Paralimpíadas

Cada um dos 105 locais vai disponibilizar três modalidades paralímpicas para a prática aos participantes no período. Das 105 sedes que receberão as atividades no dia, 25 são Centros de Referência do CPB.

Os Centros de Referência fazem parte do Plano Estratégico do Comitê, elaborado em 2017 e revisitado em 2021, e têm o objetivo de aproveitar espaços esportivos em estados de todas as regiões do país para oferecer modalidades paralímpicas, desde a iniciação até o alto rendimento.

Entre os inscritos para o evento até esta terça-feira, cerca de 42% eram crianças ou jovens com deficiência intelectual. Participantes com autismo também representavam 16% das inscrições, enquanto com deficiência física correspondiam a 12,7%.

Do total dos inscritos até o momento, cerca de 83% dos participantes tinham algum tipo de deficiência, enquanto 17% são crianças sem deficiência.

– A inclusão é um ponto importante do Festival. Aquela criança sem deficiência que tenha a vivência das práticas esportivas com uma criança com deficiência intelectual, física, visual e auditiva, vai ter essa experiência que contribuirá com qualquer quebra de barreira futura – falou Ramón.

-> AO VIVO E DE GRAÇA: LANCE! está transmitindo ao vivo e de graça jogos da Bundesliga. Confira todas as informações sobre o torneio e transmissão aqui.

A primeira edição do Festival, há quatro anos, foi realizada em 48 locais com a participação de mais de 7 mil crianças. Em 2019, o evento teve 70 sedes e recebeu mais de 10 mil inscritos. No ano seguinte, a ação foi cancelada devido à pandemia de Covid-19 e retornou em 2021, com 8 mil participantes em 70 núcleos.

O Festival ocorre em setembro para celebrar o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência (21) e ao Dia Nacional do Atleta Paralímpico (22). Em 2021, devido à pandemia de Covid-19, o evento foi adiado e realizado em 4 de dezembro para acompanhar o Dia Internacional de Luta das Pessoas com Deficiência (3 de dezembro).