Ferrer: 'Alcaraz surpreende como encara o pressão. É diferente dos demais'

Divulgação


Diretor da Copa Davis realizada em território espanhol, com as cidades de Valência e Málaga sob seu comando, o ex-top 2 David Ferrer concedeu uma entrevista ao jornal espanhol MARCA e falou dos benefícios de contar com a promessa local Carlos Alcaraz.

Trabalhando pela primeira vez como diretor do torneio entre nações em que disputou por mais de uma década e ajudou seu país a ser tricampeão (2008, 2009 e 2011), Ferrer contou que fechou contrato com a empresa que organiza o torneio, Kosmos, em maio deste ano durante a disputa de Roland Garros e revelou que seu contrato é anual, tal como com o ATP 500 de Barcelona. "É assim, ao fim, se eles estão contentes com meu trabalho e eu com eles, renovamos".

Ferrer comentou estar bastante satisfeito com a resposta do público de Valência para a compra de ingressos e ao ser questionado se isso tinha a ver com o sucesso do jovem Carlos Alcaraz, pontuou: "Está claro que Carlos é uma benção. Temos Rafa Nadal, que é único, mas a verdade é que temos alívio porque ele é um jogador diferente e especial".

Perguntado se vê Alcaraz como substituto de Nadal, Ferrer não titubeia: "Sem dúvida".

Perguntado se ainda se surpreende com Alcaraz, já que é muito próximo ao treinador do jovem, Juan Carlos Ferrero, Ferrer afirmou que sim: "Sim, me surpreende como ele encarou o favoritismo e a pressão com 19 anos. Ele tem algo diferente dos outros como já aconteceu com Rafa, Federer e Djokovic. é um jogador que tenisticamente possui todos os golpes e domina o ponto. Ele é humilde e quer seguir aprendendo a cada dia", destacou.

Ferrer ainda acrescentou a importância do fato de Alcaraz decidir ir para Valência já na segunda-feira após o título do US Open para se apresentar ao capitão Sergi Bruguera e integrar a equipe espanhola nos treinos. "Fui tenista e estou consciente do esgotamento físico e mental que aporta um Grand Slam".