Ferrari protesta oficialmente contra pilotos da RBR

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Após o GP de Mônaco, Perez e Verstappen foram alvo de um protesto formal da Ferrari.
Após o GP de Mônaco, Perez e Verstappen foram alvo de um protesto formal da Ferrari. Foto: (Andrea Diodato/NurPhoto via Getty Images)

Depois do resultado nem tão empolgante da Ferrari no Grande Prêmio de Mônaco da Fórmula 1, disputado no último domingo, a equipe italiana decidiu por entrar com um processo formal junto à organização contra os pilotos Sergio Perez, vencedor da corrida, e Max Verstappen, líder do campeonato de pilotos e terceiro colocado em Mônaco.

A justificativa seria de que os dois pilotos da Red Bull Racing (RBR) não teriam obedecido as regras estabelecidas no regimento da competição referentes à saída do pit lane depois de um dos pit stops realizados durante a prova. Os pilotos da Scuderia, Carlos Sainz e Charles Leclerc, terminaram a prova, respectivamente, em segundo e quarto lugar. Leclerc, com o resultado, ficou distante nove pontos de Max Verstappen na tabela de classificação da F1.

Leia também:

Em entrevista concedida à emissora de televisão Sky Sports, o chefe de equipe da Ferrari, Mattia Binotto, afirmou que os italianos acreditam ter havido violação do regulamento pela dupla da RBR: "Acreditamos que houve uma clara violação do regulamento por parte dos dois pilotos da Red Bull ao saírem dos boxes".

A resposta chegou da boca de Christian Horner, chefe da Red Bull, que, após analisar imagens da transmissão da corrida, disse estar confiante e contente com o que viu e não teme punição alguma: "Nós estamos contentes com todas as imagens que vimos".

Em resposta ao protesto, a FIA afirmou que não houve irregularidade: "Nesse caso, o carro não “atravessou” a linha; para isso seria necessário ter uma roda completamente à esquerda da linha amarela. Assim, o piloto não violou a seção relevante do Código e isso tem precedência sobre qualquer interpretação das notas do diretor de prova. O protesto é, portanto, indeferido".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos