Ferrari precisa se recuperar com retorno ao Canadá

Por Alan Baldwin

(Reuters) - A Fórmula 1 retorna ao Canadá neste fim de semana pela primeira vez desde 2019 com a Red Bull em alta e a Ferrari precisando de uma grande resposta aos problemas de confiabilidade que afetaram suas esperanças de conquistar o título.

Nenhuma equipe venceu tantas vezes em Montreal quanto os italianos, a mais antiga e glamourosa do esporte, mas a temporada que começou tão brilhante, tem perdido o brilho.

Charles Leclerc conquistou seis poles em oito corridas, incluindo as quatro últimas, mas abandonou duas das três últimas provas devido a problemas no motor e agora está 34 pontos atrás de Max Verstappen, da Red Bull, após chegar a liderar com uma vantagem de 46 pontos.

Depois de terminar com uma dobradinha no último fim de semana no Azerbaijão, a Red Bull lidera o campeonato de construtores com vantagem de 80 pontos sobre a Ferrari, e busca sua sexta vitória consecutiva.

A Ferrari encontrou uma "solução de curto prazo" para o problema hidráulico que forçou Carlos Sainz a se retirar em Baku, mas o motor continua sob forte análise depois que Alfa Romeo e Haas, que usam motor Ferrari, também tiveram de abandonar a corrida em Baku.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos