Ferrari formaliza protesto contra pilotos da Red Bull Perez e Verstappen

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Alan Baldwin

MÔNACO (Reuters) - A Ferrari entrou com protesto contra o vencedor do Grande Prêmio de Mônaco Sergio Perez e o líder do campeonato da Fórmula 1 Max Verstappen neste domingo, depois que os pilotos da Red Bull terminaram a prova em primeiro e em terceiro, respectivamente.

Os comissários de pista disseram em um comunicado que os dois pilotos foram acusados de não obedecer às regras de saída do pit lane após um dos pitstops durante a prova. Carlos Sainz e Charles Leclerc, da Ferrari, terminaram em segundo e quarto respectivamente, com o último ficando nove pontos atrás de Verstappen na tabela de classificação.

Um representante da Red Bull foi obrigado a responder formalmente aos comissários.

As notas do diretor de prova afirmam que os pilotos devem manter-se à direita da linha amarela na saída dos boxes e permanecer à direita da linha até que ela termine após a curva um.

"Acreditamos que houve uma clara violação do regulamento por parte dos dois pilotos da Red Bull ao saírem dos boxes", disse o chefe da Ferrari, Mattia Binotto, à emissora de televisão Sky Sports.

O chefe da Red Bull, Christian Horner, disse a repórteres que "estamos contentes com todas as imagens que vimos".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos