Fernando Diniz vê erros coletivos e substituição do Fluminense na hora certa: 'Não me arrependo de nada'

David Braz foi personagem central da derrota do Fluminense (FOTO: MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC)


Por vezes, as circunstâncias determinam o andamento da partida. No caso de Fluminense x Atlético-GO, uma expulsão ainda no primeiro tempo acabou fazendo com que o time mandante jogasse mais de 70 minutos com um jogador a menos. E quem recompôs a zaga foi Felipe Melo, só que 11 minutos depois. O técnico Fernando Diniz, porém, não entende ter demorado a ajustar o time.

+ Neymar fica a três gols de Pelé: veja os maiores artilheiros da Seleção na história

- Acho que coloquei o Felipe no momento certo, na hora que era o momento de colocar. Não me arrependo de nada. Tivemos um desajuste tático, mas sem o intervalo é difícil. Tivemos, no 11 x 11, uma postura agressiva. Depois, deveríamos ter tido parcimônia - entende o técnico tricolor, que completa:

- Quando acontece a expulsão, não sabíamos se pressionávamos ou se voltávamos. Não sabíamos, então ficamos no meio do caminho - analisou.

O Fluminense, agora, terá que lidar com novas circunstâncias. Desfalques e retornos para o próximo jogo, que será contra o América-MG, nesta quarta-feira, fora de casa.

-> Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos