Felipe Melo destaca domínio do Fluminense, mas revela irritação com derrota: 'Estou p... da vida'


De volta após dois meses sem jogar, o volante Felipe Melo não escondeu a irritação pela derrota do Fluminense para o Flamengo, por 2 a 1, no Maracanã. O jogador destacou a boa partida do Tricolor, mas afirmou que isso não diminui a frustração pelo resultado.

>ATUAÇÕES: Cano abre o placar e se destaca no Fluminense contra o Flamengo

- Primeiro de tudo agradecer a Deus pelo meu retorno, trabalho árduo para caramba com o pessoal do Fluminense do departamento médico, agradecer a todos. O Fla-Flu é um espetáculo à parte. Quando nós vencemos (no Carioca), eu falei que nós tínhamos ganhado um dos melhores times e hoje sigo com a mesma convicção. Demonstramos a nossa força, mas não estamos saindo daqui contentes porque jogamos bem, porque o Fluminense não vive de vitórias em clássicos, vive de títulos. Foi assim no primeiro semestre, vencemos os dois títulos que poderíamos vencer e agora queremos outros também.

Fluminense x Flamengo - Felipe Melo e Vitinho
Fluminense x Flamengo - Felipe Melo e Vitinho

Felipe Melo entrou no 2º tempo (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

Felipe Melo não jogava desde o primeiro jogo da decisão do Carioca, vitória do Fluminense, por 2 a 0, sobre o Flamengo, no dia 30 de março. A partida deste domingo marcou a estreia do jogador sob o comando do técnico Fernando Diniz, que recebeu muitos elogios do camisa 53.

- Estamos no caminho certo, o Diniz entende muito de futebol, é um cara que estuda e respira futebol e a gente tem muito a aprender com ele. Contente por tê-lo conosco, contente porque ele tem muita fome de vencer, assim como nós. Feliz pela torcida que reconheceu o nosso esforço, mas estou p... da vida por não ter vencido.

O volante entrou no clássico aos 33 minutos do segundo tempo. Devido ao longo tempo de inatividade, Felipe Melo foi sincero quanto a sua condição física, revelando que foi para o Fla-Flu mesmo não estando na melhor das condições.

- É óbvio que eu estou muito abaixo do que eu posso, mas eu fiz questão de estar presente. Eu poderia muito bem dar uma segurada durante a semana, para estar melhor diante do Juventude, mas um jogo como esse aqui, nós conversamos no vestiário. Com o perdão da palavra, a festa fica para o torcedor, para nós é guerra mesmo. Respeitando o adversário, a qualidade dele, mas o Fluminense foi gigante, jogou de igual para igual, tivemos oportunidades de vencer, mas não vencemos. Então precisamos ver onde nós erramos para que isso não se repita.

No próximo domingo, o Fluminense enfrenta o Juventude, no Alfredo Jaconi, pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor está na 11ª posição, com 11 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos