Felipe Jonatan emplaca sequência e recupera status de titular do Santos

Felipe Jonatan está liberado para atuar pelo Santos (Foto: Ivan Storti/Santos)


O lateral-esquerdo Felipe Jonatan voltou a ter o status de titular no time do Santos. O jogador alcançou a marca de dez jogos como titular de forma seguida em partidas pelo Campeonato Brasileiro, sendo sua maior sequência em toda temporada.

Em 2020, Felipe teve a temporada com o maior número de jogos no Santos. Ao todo, foram 61 jogos, dois gols marcados e seis assistências. Em 2021, forma mais 58 jogos, dois gols e cinco assistências. Neste ano, porém, o lateral perdeu espaço.

Um dos motivos que explicam o "sumiço do jogador foi a ascensão de Lucas Pires. Sua estreia no time principal ocorreu no dia 2 de fevereiro, no triunfo por 2 a 1 no clássico contra o Corinthians, na Arena Itaquera, e após três partidas entrando na segunda etapa, Lucas Pires assumiu a titularidade da equipe.

Pires, porém, sofreu uma pancada durante o treino em julho e, após exames de imagem, foi constatada uma lesão parcial no ligamento colateral medial do joelho direito. O atleta ficou fora por mais de um mês e voltou a ser opção no clássico contra o São Paulo (21).

“Disputa sadia (com Luca Pires). Logo logo ele estará de volta e sempre honraremos a camisa do Santos. Independente de quem esteja jogando, ou os dois juntos como o próprio professor Lisca falou que pode usar”, disse Felipe em entrevista ao DIÁRIO.

Criticado muitas vezes por falhar na marcação, o jogador revelou que procurou uma equipe para cuidar do extracampo e ainda reforçar o trabalho na parte defensiva. Os números também provam essa evolução: desde que voltou ao time titular, recuperou 71 bolas e somou 12 desarmes.

- Acredito que com o Bustos já estava evoluindo, na reta final dele aqui me deu uma sequência contra o Flamengo em alguns jogos que o Lucas estava treinando com a gente. Eu particularmente procurei extracampo evoluir bastante no aspecto posicional dentro de campo. Eu contratei algumas pessoas para estar me ajudando no extracampo. Claro que no clube são pessoas profissionais, mas tem que procurar o detalhe também extracampo. Procurei eles e um scout para contribuir na minha parte defensiva, os números tem mostrado que eu evolui bastante. Mais um jogo sem sofrer gols e mostra o conjunto de toda a equipe que temos evoluído junto com Edu, Maicon e Madson - contou o lateral.

Desde a chegada do técnico Lisca, Felipe Jonatan não saiu mais do time: disputou todos os jogos e nunca foi substituído. O treinador, em sua apresentação no Peixe, elogiou o lateral com quem trabalhou no Ceará, anos atrás.

- O Felipe eu conheci em 2018, no Ceará. Ele estava sendo emprestado ao Guarani de Juazeiro. Nós estamos com dificuldade na lateral, começamos a treinar, só que ele era novo. No Nordeste, para você treinar era complicado. E o Felipe, era um jogo contra o Corinthians. Eu estava correndo em uma orla em Fortaleza e uns torcedores me abordaram e falaram “Felipe Jonatan ou Brock na lateral?” E eu fiz a pergunta: o que vocês fariam? Eles responderam Felipe Jonatan. E foi o que eu fiz. No primeiro jogo, ele desempenhou muito bem, ganhamos. A partir dali, ganhou confiança - disse Lisca.

Na coletiva pós-jogo da vitória no clássico contra o São Paulo por 1 a 0, na Vila Belmiro, neste domingo (21) pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, já com a maior sequência como titular garantida, o lateral exaltou a chegada de Lisca ao Peixe para sua evolução.

"Agradeço à chegada do Lisca, um cara que conheço e sabe do meu potencial, que eu posso evoluir e conversou bem comigo. Deixou bem claro que queria contar comigo e isso me fortalece cada vez mais para evoluir sempre”, disse o camisa 3.

Felipe Jonatan chegou ao Santos em março de 2019, vindo do Ceará. O Peixe pagou cerca de R$ 6 milhões pelo lateral. Com Fábio Carille, no final da temporada passada, o camisa 3 chegou atuar como volante após a lesão de Guilherme Camacho, o que rendeu elogios em sua atuações. Seu contrato com o Alvinegro da Vila Belmiro vai até fevereiro de 2025.

Vale destacar que em setembro de 2019, Felipe Jonatan foi convocado para a Seleção Olímpica para disputar amistosos contra Venezuela e Japão. Ele entrou no segundo tempo contra a equipe asiática na vaga de Caio Henrique.