Felipão dispara contra o VAR na Libertadores da América

(José Tramontin/athletico.com.br)


Na Arena da Baixada, o Athletico pressionou o Estudiantes de La Plata de todas as formas, mas acabou no empate sem gols pelas quartas de final da Libertadores.

- VEJA A TABELA DA LIBERTADORES

O resultado ficou atravessado na garganta do técnico Luiz Felipe Scolari por conta da arbitragem e do pênalti anulado contra a sua equipe.

Ainda na etapa inicial, o Furacão teve a chance de abrir o placar quando a bola pegou no braço do zagueiro argentino. Mas após revisão no VAR, o árbitro cancelou a marcação de campo.

‘A imagem mostra perfeitamente que ele está com o braço aberto, bate e ele puxa o braço. É pênalti, ele deu o pênalti. Alguém entendeu que não foi pênalti, não sei. Não dá para entender esse tipo de arbitragem. Por que que um árbitro, que tem consciência de estar a dois metros do lance e sinaliza, não tenha firmeza de que “não, quem manda no jogo sou eu”? Agora quem manda no futebol em todo o mundo é o VAR. Se o VAR diz que está para lá, está lá. Se diz que está para cá, é para cá’, disparou Scolari.

Com a igualdade sem gols, o duelo está em aberto e os dois times voltam a se encontrar na próxima quinta-feira, na Argentina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos