Federação inglesa de futebol vai testar remover cabeceio em jogos sub-12

Frenkie de Jong, do Barcelona, cabeceia para o gol contra o Villarreal

LONDRES (Reuters) - A Federação Inglesa de Futebol (FA) recebeu aprovação para realizar um teste na próxima temporada para remover cabeceio deliberado em partidas da categoria sub-12, disse a FA nesta segunda-feira, enquanto procura mitigar possíveis riscos para a saúde e demência.

O teste será executado durante a temporada 2022-23, com o objetivo de eliminar completamente o cabeceio deliberado da temporada 2023-24, se for bem-sucedido.

A Federação Inglesa já havia emitido orientações para restringir ou eliminar o cabeceio nos treinamentos.

O teste foi aprovado pela International Board, entidade que define as regras do futebol.

"O objetivo era ajudar a mitigar quaisquer riscos potenciais que possam estar ligados ao cabeceio, incluindo lesões cabeça com cabeça, cotovelo com cabeça ou cabeça em contato com o solo", disse a FA em comunicado.

"Representa uma abordagem cautelosa para jogar e desfrutar do futebol enquanto pesquisa em andamento continua nesta área."

Estudos ligaram o cabeceio a lesões cerebrais duradouras, com o problema vindo à tona quando se soube que cinco membros da seleção inglesa campeã da Copa do Mundo de 1966 sofriam de demência.

Uma empresa de software que trabalha com clubes da Premier League até desenvolveu um programa de treinamento em realidade virtual em uma tentativa de encontrar uma solução para superar o impacto prejudicial do cabeceio.

(Reportagem de Rohith Nair em Bangaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos