Fechada com o Flamengo, Sole Jaimes é esperança da Argentina contra o Brasil na estreia da Copa América

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Neste sábado, o Brasil estreia na Copa América Feminina contra a Argentina, segunda potência sul-americana da modalidade. Porém, enquanto o país irá vibrar pela Amarelinha, o torcedor do Flamengo terá um motivo para observar o outro lado da linha: Sole Jaimes. A camisa 9 da albiceleste é o novo reforço da equipe rubro-negra, e irá se apresentar no Rio de Janeiro depois do torneio.

Florencia Soledad Jaimes nasceu em Nogoyá, uma pequena cidade a 371,7 km. "Sole", como é conhecida, conta que desde criança gostava de futebol. Assim como a maioria dos casos, precisou vencer o preconceito para jogar futebol, e enfrentou barreiras até mesmo dentro de casa, entre os irmãos. Contudo, sempre foi ela a estrela dos campinhos do vilarejo de 22 mil habitantes.

Depois do sucesso regional, o futebol levou Sole até Buenos Aires, diretamente para as categorias de base do Boca Juniors. A jovem atleta iniciou sua trajetória no clube em 2004, mas quase dez anos depois viu as condições de trabalho pesarem. A atacante não conseguia se manter com o salário e precisou voltar a morar com a família. Neste momento, ela decidiu que era hora de buscar a valorização em outros lugares.

- Ganhava só para viver mesmo e, às vezes, nem recebia. Era só comer e viver, sem perspectiva. Doía muito isso, algo precisava mudar - disse em entrevista à Folha de S. Paulo.

Sole Jaimes - Boca Juniors
Sole Jaimes - Boca Juniors

Sole iniciou a carreira no Boca Juniors (Divulgação/Lyon Feminino)

Em 2014, a camisa 9 desembarcou no Brasil para assinar com o Foz Cataratas. Embora tenha que ter saído de seu próprio país, a Argentina não se esqueceu de Sole, e a atacante foi convocada para a primeira Copa América Feminina.

Após breve passagem, foi contratada pelo São Paulo em 2015 e chegou com status de grande esperança. No clube paulista, parecia que Sole ia finalmente encontrar estabilidade. Mas o destino não quis assim: no mesmo ano, a equipe feminina do Tricolor paulista fechou as portas, e a atacante novamente perdeu o espaço para mostrar o seu talento. No total, marcou sete gols em 13 jogos.

O que Sole não sabia era que o melhor ainda estava por vir. Após sair do São Paulo, o Santos acertou a contratação da argentina. Nas Sereias da Vila, a camisa 9 viveu o primeiro auge. A cada temporada, a atacante foi se tornando mais fundamental para a equipe. Em 2017, marcou 19 gols em 21 jogos e levantou a taça do Brasileirão Feminino.

Sole Jaimes - Santos
Sole Jaimes - Santos

Sole Jaimes atuou no Santos (Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos)

Depois da projeção, foi para o futebol chinês, mas logo seguiu para o Lyon, clube renomado na modalidade. Na França, ajudou a equipe a conquistar a Liga das Campeãs, e no mesmo ano participou de sua segunda Copa América. Naquela edição do torneio sul-americano, a camisa 9 liderou uma greve de jogadoras por melhores condições de trabalho na modalidade.

Mas o coração pedia o retorno para o Brasil. Assim, retornou ao Santos. Novamente, viveu boa fase na carreira e o reconhecimento veio. Em 2019, foi convocada para a Copa do Mundo de Futebol Feminino e se tornou a terceira maior artilheira das Sereias da Vila.

Antes de assinar com o Flamengo, Sole estava no Napoli, da Itália. Na breve passagem, marcou dois gols e deu duas assistências em 14 jogos. Com talento de sobra, a argentina chega na Copa América com conhecimento do futebol brasileiro e pronta para cumprir o último desafio antes de desembarcar na Gávea.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos