Faz o L! Cano já coleciona marcas no Fluminense e busca novos recordes até o final de 2022

Germán Cano já marcou 39 gols na temporada com a camisa do Fluminense (Marcelo Gonçalves/Fluminense FC)


Germán Cano é o trunfo do Fluminense e vem quebrando recordes na temporada. Na última quarta-feira, na goleada sobre o Juventude por 4 a 0, no Maracanã, o argentino atingiu 34 gols no ano e igualou a melhor temporada de Fred pela equipe das Laranjeiras, em 2011. Este é apenas um dos feitos do centroavante. Com isso, o LANCE! relembra as marcas já atingidas pelo atacante e o que ele ainda pode conquistar ao final de 2022.

MARCAS ATINGIDAS

Germán Cano já desbancou o inglês Albert Victor Buchan e entrou no Top-9 de maiores artilheiros estrangeiros do clube na história. Posteriormente, bateu o compatriota Rongo e está em sétimo colocado atrás de Etchegaray, que tem 51 gols.

O camisa 14 também conquistou um feito importante no clube e está em segundo lugar na lista de maiores artilheiros estrangeiros do Fluminense em uma única temporada. Com os 34 tentos, fica atrás apenas do argentino Doval, com 39.

A boa fase no Fluminense fez Cano se tornar o artilheiro do mundo por algum tempo e chegou a desbancar estrelas como Mbappé e Benzema.

Veja a tabela do Campeonato Brasileiro

​NA MIRA DE CANO

Cano busca superar o compatriota Darío Conca. Em 2009, o ex-jogador entrou em campo 66 vezes pelo Fluminense. Com 60 partidas até o momento, Cano perdeu apenas um jogo na temporada. O Flu, vale lembrar, ainda tem 10 confrontos pela frente em 2022. Se atuar em todas as partidas do Brasileirão, inclusive, o camisa 14 repetirá Conca, que jogou nas 38 rodadas em 2010.

No ranking de maiores artilheiros em uma só temporada no século, Cano já igualou o ídolo Fred e está atrás de Washington em 2008, com 37, e Magno Alves em 2002, com 39. Como ainda faltam 10 rodadas, tem possibilidade de chegar na liderança.

O centroavante também trabalha para conseguir sua temporada com mais gols na carreira. O ano em que o atacante mais marcou foi 2019, com 41 gols com a camisa do Independiente Medellín. No ano anterior, ele conseguiu balançar as redes 33 vezes, sua segunda melhor marca.

Cano também luta para ser o maior estrangeiro com mais gols em uma edição de Campeonato Brasileiro. Em 2003, Aristizabal, do Cruzeiro, anotou 21 gols. Até o momento, o jogador do Fluminense soma 16 tentos marcados.