Fausto Vera ganha confiança de Vítor Pereira e se torna 'motorzinho' do Corinthians

Fausto em ação contra o Fluminense (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)


Não é um exagero dizer que desde que chegou ao Corinthians, Fausto Vera se tornou peça fundamental do meio-campo na equipe de Vítor Pereira. O atleta de 22 anos aproveitou a lesão de Maycon para se firmar no clube alvinegro.

GALERIA - Quem é melhor: Flu ou Timão? Veja votação feita pelo L!

A fratura no segundo dedo do pé esquerdo do camisa 5 apressou a adaptação do argentino no Timão, mas ele entendeu rapidamente os pedidos de Vítor Pereira, e vem somando boas atuações pelo Time do Povo.

No empate por 2 a 2 com o Fluminense, pela primeira partida da semifinal da Copa do Brasil, Fausto liderou a equipe em passes certos, com 42. Além da qualidade no pé, chama atenção a intensidade como o argentino joga e a inteligência para preencher espaços e conseguir ações defensivas.

Desde que foi contratado junto ao Argentinos Juniors, Fausto Vera é o líder de desarmes da equipe corintiana, com 19, segundo o SofaScore. Ainda, ele conseguiu 39 bolas recuperadas e ganhou 73% dos duelos aéreos.

TABELA - Timão tem chance de título brasileiro? Simule o Brasileirão

MOTORZINHO DO CORINTHIANS

Antes de chegar ao Corinthians, Fausto tinha feito 27 jogos no Argentinos Juniors, atuando em todos os minutos possíveis na temporada argentina. Isso não impediu Vítor Pereira de utilizá-lo logo de cara. Um dia após ser registrado no BID da CBF, ele entrou no segundo tempo e estreou na derrota por 2 a 0 contra o Atlético-GO, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

Desde que chegou ao Parque São Jorge, o meia de 22 anos foi utilizado pelo treinador português em todas as nove partidas disputadas pelo clube alvinegro, sendo seis vezes como titular.

Contudo, para controlar a carga física do argentino, Vítor Pereira vem dosando a minutagem do meia, que atua como primeiro ou segundo volante. Dos 810 minutos possíveis, Fausto disputou 550 minutos no Corinthians.

Vera foi bem avaliado pela comissão técnica, que, desde a lesão de Paulinho, visava um atleta para a função. O camisa 15 rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e não atuará mais nesta temporada.

Após um processo de monitoramento, ele agradou o clube e principalmente Vítor Pereira, que pediu ao presidente Duílio para contratá-lo.