Fabrizio Gallas: 'Gostinho amargo para Bia Haddad'

National Bank Open


Perder para a campeã de 2019, ex-top 5 e entre as 50 melhores não é nenhum demérito para Bia Maia.

A chave era difícil e mesmo confiante a noite seria difícil. Bianca Andreescu fez o jogo perfeito, variou, aproveitou as chances nos dois sets. Bia não conseguiu acompanhar o ritmo da rival na primeira etapa, esteve melhor no começo do segundo, mas desperdiçou as oportunidades e pagou caro.

Fica a sensação de gostinho amargo pelo momento que a brasileira vem vivendo desde junho com títulos na grama, final em torneio importante (Toronto) no piso duro e expectativas depositadas.

Mais um Grand Slam saindo cedo. São dez disputados na carreira em chaves principais, dois deles quando está em seu melhor momento e com pouco sucesso. Infelizmente isso pode martelar na cabeça. Como já disse em Wimbledon. As pressões depositadas neste tipo de torneio são completamente diferentes de eventos comuns. Mais um dia para tirar lições e aprender. Meses de trabalho pela frente de olho para evoluir nos maiores torneios para 2023.