Fábio Santos reconhece que o Corinthians precisa melhorar e torce por renovação

Aos 37 anos, Fábio Santos renovará com o Timão até o fim do ano que vem (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)


No alto dos seus 36 anos, Fábio Santos é o atleta mais experiente do Corinthians. Ainda assim, o jogador tem feito uma temporada regular, que tem credenciado uma renovação contratual por mais um ano.

+ ATUAÇÕES: Cássio faz milagre, e Mosquito é decisivo em vitória do Corinthians sobre o Bragantino

A diretoria corintiana e o estafe do atleta já discutem a extensão do vínculo, que termina no fim de 2022. A situação empolga o atleta.

- Tomara (que fique mais um ano). A gente tá conversando e tomara que eu possa ficar mais um ano de Corinthians - disse o lateral em entrevista ao SporTV, após a vitória do Timão sobre o Red Bull Bragantino, por 1 a 0.

Desde o início desta temporada, Fábio Santos tem revezado com Lucas Piton na lateral-esquerda. Esse movimento iniciou antes mesmo da chegada do técnico Vítor Pereira ao comando do clube alvinegro. Nos primeiros jogos da temporada, com Sylvinho, Fábio já trocava com Piton. Esse rodízio somente se ampliou para todo o elenco com a chegada de VP.

Ainda assim, o camisa 26 corintiano deixa passar a possibilidade de escolher que partidas jogar e, mesmo se tivesse o poder da decisão, acredita que não teria maturidade para equilibrar o desejo do coração e as respostas do corpo.

+ ATUAÇÕES: Cássio faz milagre, e Mosquito é decisivo em vitória do Corinthians sobre o Bragantino

- Deixa o Vítor escolher, eu ainda não tenho aquela maturidade para escolher aquele ou aquele jogo. Eu ainda acho que sou um menino, quero jogar todos os jogos, Deixa o pessoal tomar conta dessa parte e eu procuro fazer a minha função bem feita quando estou em campo - destacou o atleta.

Fábio Santos também destacou a responsabilidade dos ‘trintões’’ do Corinthians no cuidado com a parte física. Além dele, o Timão tem outros oito jogadores acima dos 30 anos de idade: Cássio, Fagner, Gil, Balbuena, Paulinho, Giulliano, Renato Augusto e Júnior Moraes.

- Temos jogadores mantendo um desempenho interessante, mais jovens e acima de 30 anos. Os nossos jogadores mais experientes são responsáveis, sabem se cuidar. A gente valoriza demais a nossa carreira, quer estender o máximo possível e conquistar títulos, que é o mais importante - externou Fábio.

DESEMPENHO CORINTIANO

Contra o Red Bull Bragantino, nesta noite (29), o Timão venceu por 1 a 0, mas sofreu para segurar o resultado nos minutos finais. Além disso, o Corinthians tomou sufoco no início da partida, com o Massa Bruta sendo dono dos melhores momentos ofensivos.

Fábio Santos reconhece que o time corintiano precisa evoluir tecnicamente, mas valoriza os pontos conquistados.

- Muitos jogos nós vencemos e conquistamos pontos importantes sem ter um desempenho muito bom, mas o futebol brasileiro exige essa competitividade. O ano inteiro estamos criando uma identidade e conseguimos criar essa identidade da competitividade, e é importante se manter na frente no campeonato, a gente sabe o quanto é difícil um Campeonato Brasileiro, mas a gente se cobra e sabe que pode jogar um futebol melhor - disse o camisa 26, que relembrou um período onde o Timão perdeu diversos atletas para o departamento médico e, mesmo assim, conseguiu se manter na parte alta da tabela do Brasileirão e vivo nas competições mata-mata.

- Nesse meio do caminho perdemos jogadores importantes, que podem dar essa qualidade a mais para nossa equipe, e nesse período a gente soube sofrer e se manter na frente, mas a gente sabe que pode e deve apresentar mais futebol - pontuou Fábio Santos.

PRIORIDADE É A COPA DO BRASIL

Diferentemente do técnico Vítor Pereira, Fábio Santos deixou claro que a prioridade corintiana nesta reta final de temporada é a Copa do Brasil. O Timão está na semifinal da competição mata-mata e empatou por 2 a 2, fora de casa, o jogo de ida, contra o Fluminense, na semana passada.

- Temos tentado achar esse equilíbrio. Não tem como não citar o torcedor corintiano, nosso campo, a gente sabe jogar na nossa casa, na pandemia o time que mais sentiu a falta do torcedor foi o Corinthians, mas a gente tenta achar esse equilíbrio e sabemos que um campeonato dessa dificuldade a gente tem que conquistar pontos dentro e fora de casa, e numa competição de mata-mata, que é o'nosso objetivo principal da temporada, a gente precisa melhorar o desempenho fora de casa também - colocou Fábio.

No Brasileirão, Fábio Santos reconhece a dificuldade de bater no líder Palmeiras. Com o empate do Verdão com o Fluminense, no último sábado (27), combinado com a vitória corintiana sobre o Red Bull Bragantino, a diferença entre os rivais caiu dois pontos (de 10 para oito).

- A gente sabe que a equipe do Palmeiras é complicada de perder pontos, abriu uma vantagem merecidamente, por isso está na frente, mas a gente quer permanecer no pelotão na frente. Faltam muitas rodadas ainda, mas esse é o nosso campeonato. Ninguém imaginava que a gente fosse fazer um campeonato tão seguro, desde a primeira rodada no G-4. Então, é tentar se manter entre os primeiros colocados para no fim do campeonato ver o que vamos brigar até o final - afirmou Fábio Santos.

O Corinthians volta a jogar agora só no próximo domingo (3), em um confronto direto com o Internacional pela quarta vaga no pelotão de classificação direta à fase de grupos da Libertadores na próxima temporada. Depois tem um clássico contra o São Paulo, no estádio do Morumbi, antes de voltar a encarar o Fluminense, pela Copa do Brasil.

Fábio Santos espera que com as semanas livres para se preparar para, principalmente, as partidas do Brasileirão, o Timão irá apresentar um futebol mais evoluído nos próximos jogos.

- Tomara. Eu estava brincando com a minha esposa sábado agora, que o último fim de semana que eu fiquei em casa foi na primeira fase do Campeonato Paulista. Sábado eu nem sabia o que fazer em casa. A gente vai tentar aproveitar as próximas semanas que temos. Agora temos pela frente um confronto direto contra o Inter, jogo importantíssimo, depois um clássico, na outra semana, depois um mata-mata contra o Fluminense. São semanas que temos que tirar proveito para desempenhar o melhor futebol e se manter entre os primeiros do Brasileiro e chegar à final da Copa do Brasil - destacou o lateral corintiano.

Na segunda passagem pelo Corinthians, desde 2020, Fábio Santos fez parte de uma geração vitoriosa com o clube alvinegro. Entre 2011 e 2015 foram um Campeonato Paulista, dois Brasileiros, uma Libertadores, uma Recopa Sul-Americana e um Mundial de Clubes conquistado no período.