Fábio Santos brinca sobre polêmicas envolvendo Guedes no Corinthians: 'Levei para passear e desestressar'

Fábio Santos marcou o gol da vitória no primeiro tempo (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)


Após o empate em 1 a 1 com o América Mineiro, válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, na Neo Química Arena, o lateral Fábio Santos, como um dos grandes líderes do elenco, falou sobre as polêmicas envolvendo Róger Guedes, que teria reclamado da perda de titularidade no Corinthians.

GALERIA

> ATUAÇÕES: Gustavo Mosquito salva Corinthians de derrota em casa

TABELA

> Clique e simule todos os resultados do Brasileirão 2022!

- Graças a Deus o Guedes está evitando entrevistas (risos). Vocês batem de um lado e os outros batem de lá, aí quem ‘paga o pato’ sou eu. Na outra segunda-feira levei meus filhos e o Guedes para passear para ver se ele conseguia desestressar (risos). Já falei que o Guedes é um cara muito do bem. Às vezes vocês (imprensa) interpretam o que ele diz de uma forma diferente e isso é muito chato. Ele tem agido muito bem, estou orgulhoso dos últimos jogos que ele vem fazendo e isso é natural. Daqui a pouco ele volta a receber oportunidades concretas e está tudo bem - disse o lateral.

O camisa 26 do Timão também falou sobre a situação do Timão, na qual tem encarado diversos empates consecutivos, e o que precisa ser feito para que a equipe melhore. Além disso, Fábio Santos também disse não ter gostado da partida contra o time mineiro.

- É difícil responder, né? É complicado se adaptar aos diferentes estilos e métodos de jogos, mas a gente sabe que o rendimento deve ser melhor. O Vitor Pereira é um treinador que precisa de tempo para trabalhar, ainda que o futebol brasileiro não permita isso, e nós devemos aproveitar essa semana mais aberta para trabalhar e evoluir. Hoje fizemos um jogo chato, um jogo feio e não gostamos disso. Precisamos rever nossas atuações e melhorá-las - ressaltou.

Por fim, o lateral e muitas vezes capitão da equipe alvinegra parabenizou a torcida do Corinthians por todo o apoio recebido e, segundo ele, as críticas foram feitas nos momentos certos.

- Não tenho o que falar sobre a torcida do Corinthians. Já rodei bastante e sei como são as outras torcidas. Em um jogo como esse, com certeza outros vaiaram muito antes, só de pegar na bola. Os caras nos apoiam durante os 90 minutos e a gente sabe que precisa evoluir, mas não temos do que reclamar. Agora, precisamos ainda mais desse apoio e trabalharemos para evoluir sempre - concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos