Excesso de cartões de Gabigol volta a ser problema para o Flamengo

Atacante rubro-negro se revoltou contra a arbitragem brasileira (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)


Jogador mais indisciplinado do Flamengo em 2022, Gabigol ficará de fora das duas próximas partidas do clube. Na quarta, na semifinal da Libertadores contra o Vélez Sarsfield (ARG) será preservado por estar pendurado com dois cartões amarelos. No domingo, cumprirá suspensão contra o Goiás, pelo Brasileirão, pela expulsão contra o Ceará - fato que, internamente, teve repercussão negativa no clube.

O primeiro cartão amarelo de Gabi, no Maracanã, foi por reclamação com o árbitro ao término do primeiro tempo. O segundo cartão foi por atitude antidesportiva, conforme a súmula, por chutar a bola contra o adversário no reinício de jogo, aos 9 minutos da etapa final.

O comportamento do camisa 9 durante o jogo já indicava que, dificilmente, o mesmo terminaria a partida - e foi o que aconteceu.

Dentro do cenário que o Flamengo buscava a virada contra o Ceará, as atitudes de Gabi não foram bem vistas pelos membros do departamento de futebol que acompanharam a partida de domingo.

Atleta que mais entrou em campo pelo clube na atual temporada, Gabigol também é o mais indisciplinado do Fla, com 19 cartões amarelos (e uma expulsão por duas advertências no mesmo jogo).

Desde 2019, este já é o segundo ano com maior número de cartões para o atacante. Só fica atrás de 2019, quando Gabi recebeu 23 cartões amarelos (com duas expulsões) e um cartão vermelho direto.

Na Libertadores, o Flamengo também não terá Thiago Maia pelo mesmo motivo: o volante está pendurado com dois cartões amarelos. Com a classificação encaminhada para a final da Copa, a comissão técnica preservará os dois. Além deles, os zagueiros David Luiz e Léo Pereira receberam os terceiros cartões amarelos e estão suspensos.

No ataque, para substituir Gabi, Dorival tem algumas opções. O mais cotado é o Everton Cebolinha, apesar das características diferentes.

Contra o Goiás, pelo Brasileirão, a situação é mais crítica no setor, uma vez que Pedro também cumprirá suspensão. Lázaro era quem vinha atuando na função na "equipe B", como "falso 9", mas foi vendido ao Almería (ESP). Dorival ainda precisa definir seu substituto.