Ex-zagueiro do Napoli responde declarações de presidente contrário à chegada de jogadores africanos

Koulibaly vestiu a camisa do Napoli por oito temporadas (Foto: Divulgação / Napoli / Site oficial)


Kalidou Koulibaly, ex-zagueiro Napoli e atualmente no Chelsea, condenou a declaração de Aurelio De Laurentiis, presidente do clube italiano. Durante um evento, o mandatário afirmou que não tinha a intenção de contratar atletas africanos para sua equipe por conta da disputa da Copa Africana de Nações no meio da temporada europeia.

- Para mim, o mais importante é respeitar a todos. Quando joguei no Napoli, também representei Senegal. É verdade que foi difícil quando fomos para a Copa da África, mas também precisamos de respeito pelas seleções africanas. Como capitão de Senegal, acho que não é certo falar de uma seleção africana assim. Se você acredita que um time pode jogar sem africanos, é um direito seu, mas há pessoas em Nápoles que não pensam como ele.

Embora Koulibaly tenha deixado o Napoli, o clube italiano ainda conta com três jogadores africanos que são importantes para suas seleções. São os casos de Osimhen, Anguissa e Ounas, que representam Nigéria, Camarões e Argélia.

O defensor foi o primeiro jogador a se pronunciar sobre a polêmica declaração de De Laurentiis. O caso vem ganhando repercussão na imprensa internacional, mas ainda é incerto o efeito que as declarações podem ter no vestiário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos