Ex-UFC morre de câncer aos 34 anos

Elias Theodorou venceu o TUF, reality show do UFC e lutou pela organização até 2019.
Elias Theodorou venceu o TUF, reality show do UFC e lutou pela organização até 2019. Foto: (Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Vencedor do TUF: Nations, reality show do UFC, em 2014 e lutador da maior organização de artes marciais mistas até o ano de 2019, o canadense Elias Theodorou faleceu no último domingo, aos 34 anos, devido a um câncer de fígado em estágio avançado.

Seu início de carreira no mundo das lutas foi impressionante, Elias Theodorou conquistou oito vitórias consecutivas e teve, no Ultimate, um cartel de oito vitórias e três derrotas. Até 2019, quando esteve presente no hall de lutadores da companhia, lutou contra nomes importantes do cenário mundial, como Eryk Anders, Dan Kelly, Cezar "Mutante" Ferreira e Sam Alvey. Sua última luta no UFC foi contra Derek Brunson, quando o canadense perdeu por decisão unânime dos juízes após três rounds de batalha em que foi dominado pelo adversário.

Leia também:

Depois de não ter tido seu contrato renovado com o UFC, Theodorou ainda lutou, a nível regional, em três oportunidades em seu país natal, o Canadá, onde esteve invicto, vencendo as três lutas que teve oportunidade. Seu último combate havia sido em dezembro de 2021, quando enfrentou, e venceu, Bryan Baker. Depois deste combate, o câncer em seu fígado apresentou piora e seu estado de saúde não permitia mais que ele realizasse os eventos de luta.

Voz ativa na defesa do uso medicinal da cannabis nos esportes de combate, Theodorou foi o primeiro lutador da América do Norte que teve permissão concedida para fazer uso da substância com fins terapêuticos, algo que lhe foi garantido, inicialmente, pela Comissão Atlética de British Columbia.