Ex-presidente do Atlético-MG e presidente do Cruzeiro perdem votação em Minas Gerais

Sérgio Sette Câmara e Sérgio Rodrigues - Pedro Souza/Atlético-MG/Gustavo Aleixo/Cruzeiro


A votações nacionais ocorridas no último domingo contaram com a participação de diversas personalidades do futebol. Em Minas Gerais, Sérgio Sette Câmara (REPU), ex-presidente do Atlético-MG entre 2017 e 2020, e Sérgio Santos Rodrigues (PODE), atual presidente do Cruzeiro não conseguiram se eleger para o cargo de deputado federal.

Sérgio Sette Câmara recebeu 11.090 votos no geral. O ex-presidente do Atlético-MG foi o sexto mais votado de seu partido, que elegeu Gilberto Abramo e Lafayette Andrada.

Já Sérgio Rodrigues conseguiu 18.760 votos, mas não foi o suficiente para conseguir um cargo no Congresso Nacional. Igor Timo foi o único deputado federal eleito pelo partido do atual presidente do Cruzeiro.

Alexandre Kalil

As eleições em Minas Gerais também foram caracterizadas pela disputa de Alexandre Kalil (PSD) para o governo do estado. Entretanto, o outro ex-presidente do Atlético-MG também foi derrotado nas urnas, e em primeiro turno. Romeu Zema se reelegeu governador de Minas com 56,18% dos votos, contra 35,08% de Kalil.