Ex-goleiro de Flamengo e Grêmio assume ser gay: 'Quanto mais famoso eu ficava, mais difícil se tornava'

Emerson Ferreti defendeu vários clubes no Brasil (Foto: Reprodução/Instagram/Emerson Ferreti)


Ex-goleiro de Grêmio, Flamengo e Bahia, Emerson revelou que é gay nesta sexta-feira no podcast "Nos Armários dos Vestiários", do "ge". O ex-jogador, que trabalha como comentarista esportivo, contou como o peso de guardar esse segredo foi prejudicial durante sua trajetória.

- A minha vida pessoal, a cada defesa que eu fazia, cada vez que eu me destacava mais dentro de campo, o buraco vazio aumentava também inversamente proporcional. Quanto mais famoso eu ficava, mais difícil se tornava ser gay dentro desse ambiente - disse.

- O ambiente do futebol é muito hostil para um gay, muito mesmo. Eu fico imaginando quantos garotos desistiram de se tornar jogador de futebol por conta disso, por perceberem essa situação. Eu segui com tudo isso, mas sofri com as consequências de seguir. Eu queria ser goleiro do Grêmio. Eu queria ser um jogador de futebol. Eu eu conquistei isso, só tive que que enfrentar um outro lado que é muito difícil - completou.

Emerson ainda afirmou que no mundo do futebol existem outros gays. Recentemente, o ídolo do São Paulo, Richarlyson, se assumiu bissexual, e o árbitro Igor Benevenuto se assumiu gay, no mesmo podcast.

- Lógico que existem gays no futebol, e muitos optam por casar. Dessa forma, eles se protegem, se enquadram num padrão que é aceito. Eles se protegem da suspeita de serem homossexuais e aí conseguem sobreviver. Só que normalmente, quando você faz isso, acaba levando uma vida infeliz, fazendo a outra pessoa infeliz. Eu optei por não casar. Optei por não enganar ninguém, por enfrentar tudo sozinho. Eu nunca aparecia com uma namorada, então esses comentários sempre surgiam. Quando tinha alguma reunião, algum churrasco de atletas que todo mundo levava a esposa, eu estava sempre sozinho. E, logicamente, os outros jogadores falavam muito, mas eu optei por enfrentar - concluiu.

Emerson jogou profissionalmente entre 1991 e 2007. Ele iniciou a carreira no Grêmio e defendeu o Flamengo entre 1994 e 1995. O ex-goleiro defendeu ainda América-RJ, América-RN, Ituano, Bragantino, Juventude, Bahia e Vitória.