Ex-diretor da FIA relata ameaças de morte após Abu Dhabi

Michael Masi, que se desligou da FIA em julho deste ano, confirmou que sofreu ameaças e perseguição após o GP da F1.
Michael Masi, que se desligou da FIA em julho deste ano, confirmou que sofreu ameaças e perseguição após o GP da F1. Foto: (Eric Alonso/Getty Images)

Envolvido na grande polêmica da última temporada da Fóruma 1, Michael Masi, ex-diretor de provas da FIA (Federação Internacional do Automobilismo), concedeu entrevista após sete meses do Grande Prêmio de Abi Dhabi, onde o piloto holandês Max Verstappen foi consagrado como o campeão mundial de 2021.

O cartola australiano, que se desligou da FIA em julho deste ano, declarou que recebeu ameaças de morte e foi perseguido por pessoas em redes sociais: "Houve alguns dias sombrios. Eu me senti o homem mais odiado do mundo. Recebi ameaças de morte. As pessoas diziam que iriam atrás de mim e da minha família. Foi chocante. Racista, abusivo, vil, eles me chamaram de todos os nomes existentes debaixo do sol. E continuam chegando. Não apenas no meu Facebook, mas também no meu LinkedIn, que deveria ser uma plataforma profissional para negócios".

Leia também:

Criticado por inúmeras decisões questionáveis em toda a temporada de 2021, Masi teve como grande alvo o não cumprimento do regulamento a partir da entrada do Safety Car após a batida de Nicholas Latifi em Abu Dhabi.

Afastado do cargo de diretor de prova, que hoje é ocupado por Niels Wittich e Eduardo Freitas, Masi pediu para deixar a FIA em julho e voltou para a Austrália, onde ficou perto de sua família: "Eu não queria falar com ninguém, nem mesmo com família e amigos. Eu só conversei com minha família mais próxima, mas muito brevemente. Tive um impacto físico também, mas foi mais mental. Eu só queria estar em uma bolha. Eu só queria ficar sozinho, o que foi muito desafiador. Mas toda a experiência me tornou uma pessoa muito mais forte".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos