Everton não comprou Haaland por considerá-lo "muito caro"

Haaland poderia ter chegado ao Everton em 2018 por indicação do ex-prefeito de Liverpool. Foto: Visionhaus/Getty Images
Haaland poderia ter chegado ao Everton em 2018 por indicação do ex-prefeito de Liverpool. Foto: Visionhaus/Getty Images

Erling Haaland é o nome do momento no futebol mundial. Em seus primeiros oito jogos pelo Manchester City, ele já marcou 14 gols e não cansa de acumular recordes.

"Seus números são assustadores", disse Pep Guardiola após seu hat-trick na vitória por 6 a 3 no clássico contra o Manchester United.

Leia também:

Antes de chegar à Premier League, ele também se destacou no RB Salzburg e no Borussia Dortmund. Mas antes de jogar nessas duas equipes, outro time inglês teve a chance de contratá-lo, mas o consideraram "muito caro".

Joe Anderson, ex-prefeito do Liverpool e torcedor do Everton, revelou que aconselhou os dirigentes do clube que ele ama a contratar Haaland em 2018 depois que eles lhe mostraram um vídeo dele, então jogador clube norueguês Molde. No entanto, o Everton achou que pagar £ 5 milhões (quase 30 milhões de reais pela cotação atual) por um atacante de 18 anos era muito caro.

Anderson postou em sua conta no Twitter: "Em 2018, eu estava em uma reunião na Finch Farm com a EFC, vimos um vídeo de um garoto norueguês de 18 anos jogando pelo Molde, uau, ele estava marcando por diversão. Bill Kenwright gritou: 'O quê? você acha, Joe?' 'Contrate-o', gritei para ele. Robert Elstone disse, e nunca vou esquecer: 'Eles querem 7 milhões de libras'".

Mas acreditava-se que por 5 milhões eles poderiam ter levado a máquina de gols para Goodison Park. No entanto, ele acabou não sendo contratado, pois o valor da transação foi considerado muito alto para um jogador que teria se juntado ao time Sub-23.

Depois que o Everton perdeu a oportunidade de assinar com Haaland, a estrela norueguesa ingressou no RB Salzburg da Áustria em 2019 por £ 7,2 milhões (cerca de 43 milhões de reais).