Nene reitera 'paciência' com o Vasco e avisa: 'O time encaixou'

Elenco cruz-maltino festeja um dos gols contra o Náutico, na última terça (Foto: Daniel Ramalho/Vasco)


Ainda invicto na Série B e vivendo uma boa relação com a torcida como não se via há anos, o clima no Vasco é de harmonia e empolgação. E claro que o elenco cruz-maltino, um dos pilares da situação, acaba contagiado. Até por isso o meia Nene, um dos líderes do grupo, enfatizou que mesmo nos momentos difíceis nunca deixou de acreditar nos jogadores da Colina.

- Com certeza o time encaixou. Até falei que tinha que ter paciência, é um time novo. É fogo, a gente quer ganhar toda hora, jogar bem, mas sabe que não é assim. Conseguimos passar por toda essa turbulência, dúvida com relação à comissão, isso e aquilo. Não tem tempo, a gente está encaixado de uma maneira, vai melhorando. Aos poucos fomos entrosando, melhorando cada setor. Acontecia algum erro, a gente também melhorava, foi ajeitando o time. Acho que a gente conseguiu encaixar. E graças a Deus estamos dentro do nosso objetivo, que é o G-4.

Bem diferente de outras situações vividas pelo camisa 10 no Vasco, desta vez o clube vem se tornando membro fixo na zona de acesso à elite a algumas rodadas. Atualmente é o terceiro colocado na tabela, com 21 pontos, quatro de vantagem sobre o Grêmio, o quinto.

Ou seja, não sairá do sonhado G-4 mesmo em caso de tropeço para o Cruzeiro, líder da competição com 28 pontos, no duelo marcado para as 16h (de Brasília) deste domingo (12), no Maracanã. A carga total de 65 mil ingressos para o desafio já foi vendida.

- Gosto da nossa alegria, nossa união, nossa determinação, de acreditar que a gente vai conquistar grandes coisas nesses clube. Um baita grupo legal, todo mundo se dá bem, todo mundo se ajuda. Vejo a alegria no rosto de todos de fazer um grande campeonato, individual e coletivamente para recompensar o que a torcida vem fazendo. Vejo essa gana de ganhar, de conquistar algo, de marcar um pouquinho o nome na história do clube - completou Nene.

Diante de tantos elogios, o camisa 10 não tem dúvidas de que o ambiente será fundamental para garantir o acesso vascaíno.

- É aproveitar esse ambiente, essa coisa da base num clube como o Vasco. Tem que deixar na mão dos caras que cuidam deles, ficar com a cabeça boa, em jogar bola, em melhorar. Eles podem chegar em lugares muito longe, mas ainda têm muito a crescer. A gente brinca bastante, mas na hora dessas conversas, digo "calma, aproveita isso aí, ainda pode melhorar muito". Não está pronto assim. Eu tenho 40 anos e ainda tenho coisa para melhorar, imagina eles que são novinhos. Eles têm que entender isso vai passar e que eles têm que aproveitar.

TABELA
> Confira tabela, classificação e simule resultados da Série B-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos