Estádio Ahmad Bin Ali, 'casa' de brasileiros, é à beira do deserto no Qatar

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - O Estádio Ahmad Bin Ali é o palco da estreia da Bélgica na Copa do Mundo do Qatar. Algozes da seleção brasileira na Rússia há quatro anos, os belgas enfrentam o Canadá no dia 23 de novembro, às 16h (de Brasília). Este jogo é um dos oito previstos para o estádio, incluindo um válido pelas oitavas de final e outro pelas quartas.

O Ahmad Bin Ali fica na cidade de Al Rayyan, que faz divisa com a capital Doha e é chamada de "porta de entrada do deserto" porque boa parte do seu território é formada por desertos. Muitos passeios são oferecidos entre desertos, vilas isoladas, cavernas e outras maravilhas naturais.

O design do estádio faz referência a isso, inclusive. Ele tem a fachada ondulada, com armação em forma de dunas de areia e uma espécie de rede em volta que dá um aspecto de tecido rendado na frente da estrutura brilhante. Isso chama atenção principalmente em jogos à noite. Não à toa, todos os jogos por lá serão a partir do fim da tarde. Segundo os arquitetos, é a incorporação de símbolos da cultura do Qatar.

O estádio Ahmad Bin Ali é um dos poucos da Copa do Mundo que não corre o risco de virar elefante branco. Ele foi construído no mesmo terreno de um estádio que já existia e recebia jogos do Al Rayyan Sports Club até começar a ser demolido por causa do Mundial, em 2014. O clube foi a casa de vários brasileiros ao longo dos últimos anos, como Nilmar, Ricardinho, Aloísio Chulapa, Roque Júnior e o técnico Paulo Autuori.

As cadeiras do estádio são coloridas em vermelho e preto, as cores do time. Num dos setores de arquibancada há o desenho de um leão, que é o mascote.

A inauguração do novo estádio rolou na final da Copa do Emir de 2020 com dois brasileiros em campo pelo Al Sadd: Rodrigo Tabata, ex-Goiás e Santos, e Guilherme, ex-Portuguesa e Corinthians. O Ahmad Bin Ali também foi sede do Mundial de Clubes de 2020. O Palmeiras terminou em quarto lugar e não chegou a jogar no estádio.

FICHA TÉCNICA

Nome: Estádio Ahmad Bin Ali;

Local: Al Rayyan;

Distância do centro de Doha: 22 km;

Jogos que vai receber:

21/11, 16h - Estados Unidos x País de Gales

23/11, 16h - Bélgica x Canadá

25/11, 13h - País de Gales x Irã

27/11, 13h - Japão x Costa Rica

29/11, 16h - País de Gales x Inglaterra

1/12, 12h - Croácia x Bélgica

4/12, 16h - Oitavas de final (1ºC x 2ºD)

10/12, 12h - Quartas de final

Capacidade na Copa: 40 mil;

Capacidade pós-Copa: 20 mil;

Inauguração: 18 de dezembro de 2020;

Design: fachada ondulada e estruturas externas têm forma de dunas de areia, referência ao deserto. Al Rayyan é chamada no país de "a porta de entrada para o deserto".