Espanhol é condenado por enganar parceira se passando por jogador

Falso jogador foi condenado a dois anos de prisão e multa de indenização de 7.500 euros. Foto: Getty Images
Falso jogador foi condenado a dois anos de prisão e multa de indenização de 7.500 euros. Foto: Getty Images

Um homem enganou sua companheira em Valência, posando como um jogador de futebol do Levante, clube da segunda divisão espanhola, e fazendo com que ela lhe desse dinheiro.

Diante do caso, a Quarta Seção do Tribunal Provincial de Valência condenou o homem a dois anos de prisão e 7.500 euros (cerca de 39 mil reais) de multa de indenização à vítima por um crime de fraude.

Leia também:

Condenado e vítima formaram um casal por vários meses, depois de se conhecerem em 2017. O homem, então morador de Las Palmas, mudou-se para a casa de sua companheira em um município de Valência.

De acordo com a decisão judicial, entre os meses de julho e setembro de 2017, o condenado enganou a vítima apresentando um documento falso denominado “acordo de futebol profissional com o Levante UD” para dar credibilidade à sua alegada solvência financeira.

Além de falsificar assinaturas de dirigentes do clube que estaavm no documento, o homem teria dito para sua parceira que tinha negócios em Marbella (Málaga) e uma grande quantia de dinheiro depositada em bancos em Andorra.

Para conseguir dinheiro da vítima a desculpa usada foi que ele tinha poupanças a prazo no banco para e por isso precisava que a vítima lhe transferisse 7.500 euros, divididos em diferentes quantias, prometendo fazer a devolução do valor.

A mulher acreditou na farsa e caiu em sua armadilha porque as supostas características do golpista (atleta de elite e empresário) a fizeram acreditar que devolveria o dinheiro e assim concordou em fazer a transferência.