Escalação de Pedrinho em Atlético-MG e Palmeiras na Libertadores foi irregular? Entenda

Pedrinho entrou no segundo tempo da partida (Pedro Souza/Atlético-MG)


No confronto entre Atlético-MG e Palmeiras pela Libertadores, na última quarta-feira, Pedrinho estreou com a camisa do Galo pela competição. Entretanto, por ter sido expulso em sua última partida no principal torneio continental quando ainda defendia o Corinthians, uma dúvida em relação à condição do jogador foi causada.

O fato é que o meia-atacante estava regular e podia jogar pelo Atlético-MG. Isto porque a expulsão do jogador aconteceu na partida entre Corinthians e Guarani-PAR, em 13 de fevereiro de 2020. De acordo com o Regulamento Disciplinar da Conmebol, as punições são prescritas em um ano a partir do dia do jogo em que acontece a expulsão.

Dessa forma, a punição de Pedrinho prescreveu em 13 de fevereiro de 2021, o que significa que o jogador não precisaria mais pagar a expulsão a partir desta data.

Pedrinho entrou em campo aos 43 minutos do segundo tempo da partida. Após o empate em 2 a 2, Atlético-MG e Palmeiras decidirão o classificado para a semifinal da Libertadores no Allianz Parque, em São Paulo, na próxima quarta-feira (10), às 21h30.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos