Entenda como o São Paulo lucrou mais com Antony na transferência ao United

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Graças a uma estratégia ousada, o São Paulo vai lucrar mais com a venda de Antony ao Manchester United, da Inglaterra, do que quando o clube paulista negociou o atacante com o Ajax, da Holanda.

Quando negociou Antony, o São Paulo queria manter 20% dos direitos econômicos do jogador, assim como havia feito na negociação de David Neres com o mesmo Ajax. Os holandeses negaram e ofereceram ao Tricolor apenas 10% dos direitos econômicos. No fim, os clubes acertaram que o São Paulo teria direito a 20% de mais-valia, que é a diferença entre o que o Ajax pagou ao São Paulo ante o valor que o clube holandês receberia quando vendesse Antony.

Assim, com a negociação do jogador para o Manchester United, o Tricolor vai embolsar, somadas as duas operações - ida para o Ajax e para o United -, ao todo, 36,5 milhões de euros (R$ 184 milhões).

No início de 2020, o São Paulo acertou a venda de Antony ao Ajax. Segundo o contrato de compra e venda acordado entre as partes, ao qual o UOL Esporte teve acesso, o clube holandês acertou o pagamento de 15,75 milhões de euros para o São Paulo, em duas parcelas: a primeira de 9 milhões de euros no ato da transação, e a segunda no valor de 6,75 milhões de euros, que foi paga ainda em 2020.

Além disso, o clube do Morumbi colocou no contrato alguns bônus de desempenho para poder lucrar ainda mais, caso Antony atingisse metas individuais, como por exemplo ser artilheiro, ou caso o Ajax conseguisse ser campeão da Liga dos Campeões. O único gatilho que o Tricolor recebeu, porém, foi relativo à classificação do clube holandês para a Liga dos Campeões. Por esta meta alcançada, o São Paulo embolsou mais 500 mil euros.

No último domingo (28), Ajax e Manchester United chegaram a um acordo para a transferência de Antony para a Inglaterra. Ele foi um pedido do técnico do United, Erik Ten Haag, holandês que foi treinador de Antony no Ajax. Por esta transferência, o Manchester United vai pagar 100 milhões de euros para os holandeses (aproximadamente R$ 502 milhões).

O São Paulo, então, vai lucrar novamente com Antony. Isto porque, quando negociou o jogador com o Ajax, o São Paulo conseguiu incluir no contrato uma cláusula que obrigava os holandeses a pagarem 20% do lucro da venda do jogador. Ou seja, 20% de 84,25 milhões de euros, que é a diferença entre o que o Ajax pagou ao São Paulo e o que receberá do United. Assim, com esta nova transferência, o Tricolor embolsará mais 16,8 milhões de euros (R$ 84,4 milhões de reais).

"Neres já tinha mostrado seu valor. Jogadores deste nível oscilam, ainda mais por serem jovens. Estão em alta performance. Agora com a mudança de mercado, vão continuar [evoluindo]. O Neres, neste momento, sendo destaque no Benfica, e o Antony podendo ser protagonista no Manchester. Os dois traçando caminhos paralelos de sucesso, mas cada um oscilando, em momentos específicos da carreira, porém, mantendo potencial de crescimento", contou ao UOL Esporte Júnior Chávare, que foi diretor executivo da base do São Paulo em 2014 e 2015 e acompanhou de perto o crescimento tanto de Neres quanto de Antony.