Empresários bolsonaristas fazem previsão de vitória apertada e esperam apoios

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Empresários mais alinhados ao presidente comemoraram o resultado das urnas neste domingo (2), com a perspectiva de um segundo acirrado entre Lula e Bolsonaro.

O clima geral é de otimismo, porém, com cautela. Diante do placar de 48% dos votos para o petista e 43% para Bolsonaro, a avaliação é a de que não é fácil, mas é possível alcançar uma vitória no segundo turno.

Para reverter o resultado com uma ultrapassagem do atual presidente, empresários bolsonaristas dizem esperar apoios mais importantes vindos do governador reeleito em Minas, Romeu Zema (Novo), e de ACM Neto (União Brasil), que disputa o segundo turno ao governo da Bahia, além de Ciro Gomes (PDT), derrotado na corrida presidencial.

No domingo, Bolsonaro disse que mantém "portas abertas" para conversar com Ciro Gomes e Simone Tebet (MDB). Afirmou também que já havia feito contato com interlocutores de Zema para uma reunião em Belo Horizonte.

Entre os empresários bolsonaristas mais ativos nas redes sociais, Gabriel Kanner, da família dona da Riachuelo, publicou mensagem dizendo que a direita se consolidou como força política mais madura do que em 2018, elegendo governadores e as maiores bancadas no Legislativo. "Só existe direita x esquerda. Quem ficou no meio termo perdeu", escreveu o empresário.

Winston Ling publicou foto vestindo camiseta estampada com a bandeira do Brasil na fila do voto e chegou a sugerir que houve fraude no aplicativo da Justiça Eleitoral. "Que tecnologia é essa que deixa o App travado tanto tempo!!! #fraude?????", escreveu.

Winston Ling publicou foto vestindo camiseta estampada com a bandeira do Brasil na fila do voto e chegou a sugerir que houve fraude no aplicativo da Justiça Eleitoral. "Que tecnologia é essa que deixa o App travado tanto tempo!!! #fraude?????", escreveu.