Empresário se une a faixa-preta de Renzo Gracie e faz doações a crianças carentes de projeto social de Jiu-Jitsu


Os projetos sociais de artes marciais vão além do ensino de técnicas de defesa pessoal. Em muitos deles, os jovens aprendem sobre educação, cidadania e socialização; e evoluem em aspectos físicos e mentais. Mas as dificuldades para manter ativos esses projetos sociais são inúmeros, desde uniforme, passando por tatame e refeições para as crianças atendidas. Sabendo dessas dificuldades, o empresário Tiago Flanko se uniu ao faixa-preta de Jiu-Jitsu Dan Amaral, da Renzo Gracie Team, e decidiu fazer uma doação para o projeto social “Nova Vida”, que fica na comunidade Nova Jersey, em Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro.

O empresário Tiago Flanko entregando a doação ao professor Izack Newton
O empresário Tiago Flanko entregando a doação ao professor Izack Newton

O empresário Tiago Flanko entregando a doação ao professor Izack Newton (Foto: Anthony Kadel)

“Essa semana tive a oportunidade de visitar a comunidade da Nova Jersey e vi de perto o projeto do professor Izack Newton. Aproveitei a visita para levar para a galerinha do projeto de Jiu-Jitsu 40 cestas básicas, que entreguei como incentivo a todas as crianças e suas famílias a continuarem firmes no esporte e acreditarem no seu futuro. Projetos como esse me servem de motivação para continuar trabalhando no social, porque assim como eu, que saí de uma comunidade carente, consegui uma oportunidade, eles também podem conseguir”, disse Tiago Flanko.

O projeto social “Nova Vida” começou há oito anos no bairro Paciência, na comunidade Nova Jersey. Hoje o projeto, que tem como objetivo dar acesso à prática orientada de atividades esportivas, visando o desenvolvimento integral do aluno e, consequentemente, fortalecendo as modalidades esportivas e à democratização do acesso ao esporte, além de sua formação para o exercício da cidadania, atende cerca de 40 pessoas, entre crianças, adolescentes e adultos.

O professor Izack Newton com o faixa-preta Dan Amaral
O professor Izack Newton com o faixa-preta Dan Amaral

O professor Izack Newton com o faixa-preta Dan Amaral (Foto: Anthony Kadel)

“As doações tiveram um significado material de suma importância! Pois o momento em que vivemos de pós-pandemia ainda nos traz grandes dificuldades, principalmente em áreas carentes como a nossa. Porém, acredito fielmente que tão importante quanto o alimento que foi doado, foi a representatividade dos doadores, pois são ícones de uma geração de desbravadores no Jiu-Jitsu. Recebemos um dos alimentos mais importante que pode ser doado: o incentivo. Tivemos em nossas vidas um momento que ecoará eternamente em nossas memórias: o dia em que nossas crianças e a nossa comunidade foram vistas. Esse é aquele dia que a gente tem certeza que tudo valeu a pena”, declarou Izack Newton.