Em súmula, árbitro de CSA x Cruzeiro relata xingamentos de Paulo Pezzolano

Uruguaio se indignou após falta dura em Rômulo, que para ele, era passível de expulsão - (Foto: Thomas Santos/Staff Images)


Na noite da última quarta-feira, o empate entre CSA x Cruzeiro, pelo placar de 1 a 1, foi marcado por mais uma expulsão de Paulo Pezzolano, treinador do time mineiro. Ao fim do primeiro tempo, o uruguaio se indignou após uma dura entrada de Edson em Rômulo, que para ele, era passível cartão vermelho, que não foi aplicado pelo árbitro do jogo.

Além disso, Flávio Rodrigues de Souza, da Federação Paulista, relatou, em súmula, que Pezzolano o proferiu xingamentos após a decisão tomada por expulsá-lo. A autoridade da partida contou ainda, que o uruguaio teve que ser contido por seu auxiliar.

- Após receber um cartão amarelo por reclamar ostensivamente solicitando a intervenção do VAR, o mesmo (Paulo Pezzolano) me segurou pelo braço de forma desrespeitosa. Ato contínuo. Apliquei o segundo cartão amarelo ao referido treinador que me segurou pelo colarinho da camisa dizendo as seguintes palavras: “seu cagão, seu m..., filho da p..., vamos resolver depois do jogo”. Informo ainda que durante todo este protesto o treinador precisou ser contido pelo seu auxiliar técnico. Por fim, concluo que me senti ofendido e desrespeitado por essa ação. - escreveu.

Inclusive, com a suspensão de Pezzolano, no próximo jogo, o Cruzeiro será comandado por Martín Varini, auxiliar técnico. O time celeste encara o Bahia, no próximo sábado, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos