Em 'Pantanal', Irma herda premonições de Trindade: 'Como se ele estivesse presente no corpo dela', diz Camila Morgado

Trindade (Gabriel Sater) pode até ter ido embora da fazenda de José Leôncio (Marcos Palmeira), mas nem por isso as premonições vão ficar de fora de “Pantanal”. Grávida do peão, agora é Irma (Camila Morgado) quem passa a ouvir e ver coisas. A atriz conta que é como se o violeiro tivesse deixado uma herança para sua personagem e adianta que, apesar de ficar confusa em um primeiro momento, a ruiva acaba entendendo o que se passa e encara essa realidade até o nascimento do filho.

— É como se Trindade estivesse presente no corpo dela. Irma vai ter premonições, vai falar coisas que está ouvindo e vendo. É uma fase super interessante, em que ela entra num mundo encantado — confirma Camila, fazendo uma análise da trajetória da moça na trama: — Agora vamos ver essa fase dela, com esse poder intuitivo. É uma personagem que tem muitas reviravoltas. Começa de um jeito e termina de outro completamente diferente.

A atriz, como boa parte do público, também se deixou envolver pelo romance de Irma e Trindade e confessa que não esperava tanto sucesso (os dois ganharam até fã-clube dedicado ao casal). Camila, no entanto, confirma que eles não terminarão juntos no remake, justamente como aconteceu na primeira versão de “Pantanal”, em 1990. Já é possível, inclusive, ver a personagem se reaproximando de José Lucas (Irandhir Santos), abrindo os caminhos para eles retomarem o sentimento que um dia já sentiram um pelo outro.

— Quando eles se encontraram no começo, foi muito confuso, principalmente por parte dela. Agora, quando Zé Lucas volta, é bem diferente. São duas pessoas completamente distintas que foram mudadas pelo tempo. E isso é bonito de ver, porque você percebe que são dois adultos que sofreram, amadureceram, viveram alegrias e tristezas, e se reencontram. Nesse reencontro, eles se redescobrem e entendem que podem viver um grande amor — resume a atriz.

Até mesmo José Lucas estará envolvido nas premonições dela, que já nos próximos capítulos sentirá e avisará que o filho de José Leôncio está vivo, após ele levar um tiro de um capanga contratado por Tenório (Murilo Benício).

Além de um reencontro com o amor e o despertar do lado intuitivo, Irma tem pela frente um momento marcante: o parto. Camila já gravou a cena, que classificou como “muito difícil e delicada”.

— Normalmente, cenas de parto são complicadas, porque é uma situação de muito desgaste emocional. Ela vai ter um parto doloroso, sofrido, porque a criança só nasce quando o pai aparece. Então ela fica repetindo isso: que enquanto o pai não aparecer, a criança não vai nascer. Mas ninguém acredita nela, acham que está delirando. As pessoas acham que a criança está entalada — antecipa a atriz, que fala ainda da aparição sobrenatural do peão nessa cena: — Quando Trindade aparece, o bebê nasce sem sofrimento.