Em nova função, Gabigol muda cara do Flamengo, mas enfrenta maior seca de gols na temporada


Em nova função tática com Dorival Júnior, Gabigol se tornou um fator importante para o grande volume de jogo do Flamengo nas últimas partidas. No entanto, ao mesmo tempo em que contribui para o desempenho coletivo, ele enfrenta uma situação indesejável para qualquer atacante: a seca de gols.

+ Quem chega e quem sai? Confira o vaivém do mercado no Flamengo

No empate diante do Athletico-PR na última quarta-feira, o camisa 9 rubro-negro chegou ao quinto jogo seguido sem balançar as redes. O último gol do atacante foi na goleada de 7 a 1 sobre o Tolima, nas oitavas de final da Libertadores.

AdChoicesPUBLICIDADEDesde então, Gabigol soma cerca de 450 minutos em campo e apenas uma assistência como participação em gol. Esta significa, inclusive, a maior sequência em jejum na temporada atual. Antes, o maior número de partidas que ele havia ficado sem marcar foi quatro, ainda sob comando de Paulo Sousa, em maio.

+ Oscar e Vitinho em pauta: Marcos Braz atualiza situação do Flamengo no mercado

Sequência do Flamengo sem gols de Gabigol:

27/07 - Flamengo 0 x 0 Athletico - Copa do Brasil
​24/07 - Avaí 1 x 2 Flamengo - Brasileirão
20/07 - Flamengo 4 x 0 Juventude - Brasileirão
13/07 - Flamengo 2 x 0 Atlético-MG - Copa do Brasil
10/07 - Corinthians 1 x 0 Flamengo - Brasileirão

Flamengo x Atlético-MG - Gabigol
Flamengo x Atlético-MG - Gabigol

Gabi tem tido mais liberdade no ataque (Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)

É importante frisar que a mudança tática não justifica totalmente o jejum dos gols. Nas últimas partidas, especialmente contra Avaí e Athletico, Gabi teve uma série de chances claras, mas falhou na hora da conclusão. A evolução coletiva da equipe, no entanto, pesa a favor do atacante e prova sua importância ao time.

NOVA FUNÇÃO E ELOGIOS DE DORIVAL

A nova função tática de Gabigol se passa muito pela entrada de Pedro no time titular. Com a companhia de um atacante mais fixo, o camisa 9 passou a ter mais liberdade para flutuar entre as linhas rivais e buscar jogo em uma zona mais recuada. Essa movimentação, por vezes, acaba por abrir espaços na defesa adversária e possibilita a criação de chances por Arrascaeta, Everton Ribeiro e cia.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule os resultados

Em muitos momentos, Gabi também encosta no lado direito do ataque para tabelar com Rodinei ou Everton Ribeiro, enquanto Pedro fica como opção dentro da área. Situação que era menos frequente quando Gabi fazia dupla com Bruno Henrique. Os novos comportamentos renderam, inclusive, elogios de Dorival Júnior, que não se preocupa com a atual seca de gols.

- Nos momentos decisivos, ele vai fazer. Podem ter certeza. Gabriel é letal na área. O papel que ele tem cumprido taticamente, a chance que ele tem criado, ele tem dado uma outra cara para equipe. No momento que precisarmos, não temos dúvida de que estará presente. É questão de tempo, de manter a confiança. São os momentos decisivos que ele contribui mais diretamente para o conforto da equipe.

Flamengo - Gabigol, Filipe Luís e Dorival
Flamengo - Gabigol, Filipe Luís e Dorival

Dorival fez elogios a Gabigol (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Em busca de encerrar a seca de gols, Gabi tem o duelo com o Atlético-GO pela frente. Neste sábado, às 20h30, o Flamengo encara o clube goiano no Maracanã, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro ocupa a sexta posição na tabela, com 30 pontos, e pode entrar no G-4 em caso de vitória.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos