Em meio ao frio de Itaquera, Mosquito aquece o Corinthians e garante vitória sobre o Bragantino

Mosquito garantiu vitória do Timão sobre o Massa Bruta (Foto: Peter Leone / O Fotográfico / Lancepress!)


O clima era de 11ºC, a sensação térmica de -2º, segundo o repórter Rafael Marson, do L!, presente na Neo Química Arena, mas, de fato, Gustavo Mosquito esquentou os corações corintianos, quando, aos 30 minutos do primeiro tempo, marcou o gol que deu a vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o Red Bull Bragantino, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Confira a lista de artilheiros do Corinthians no ano de 2022

A vitória, que já era importante por si só, teve um grau ainda maior pois evitou que o Timão deixasse o G-4 do Brasileirão, o que aconteceria caso o clube alvinegro não tivesse vencido. Isso porque antes da bola rolar em Itaquera, o Internacional venceu o Juventude por 4 a 0, em Porto Alegre.

PRIMEIRA CHEGADA É DO BRAGA

A primeira chegada ofensiva com o mínimo de perigo foi com o Red Bull Bragantino aos seis minutos de partida, quando Hyoran recebeu passe de Eric Ramires e avançou com total liberdade completando com uma finalização de fora da área que passou pelo lado direito do gol de Cássio.

SEQUÊNCIA COM REAL PERIGO DO BRAGANTINO

Mas se o lance de Hyoran levou um pequeno perigo ao Timão, dois minutos depois o meia Ramires fez Cássio trabalhar. O lance iniciou com uma cobrança de lateral de Luan Cândido diretamente para a entrada da pequena área, mas com a bola voltando para o camisa 16 do Massa Bruta encher o pé, de primeira, e obrigando o goleiro corintiano defender em dois tempos.

O jogo era equilibrado em relação a posse de bola, mas foi o Braga quem buscava chegar mais ao gol adversário. Aos 20 minutos, Artur recebeu com liberdade de frente para o gol, arriscou o chute de fora da área, mas mandou por cima.

CORINTHIANS CHEGA, MAS NÃO FINALIZA

Na sequência do chute para fora de Artur, o Corinthians tentou a resposta, mas em vão. Isso aconteceu quando Fagner encontrou Du Queiroz pelo lado direito, e o camisa 37 cruzou para Yuri Alberto que fechava na entrada da pequena área, mas o centroavante, que tentava a chapada de primeira, acabou furando a finalização.

LÁ E CÁ

E essa altura entre 20 e 30 minutos que o jogo ganhou bastante velocidade, com os times tendo chances de abrir o placar.

Primeiro com Artur, que recebeu pelo lado direito em ótimas condições, esperou a saída do goleiro Cássio, tocou por cobertura, e a bola caprichosamente foi para fora.

Na sequência, o Timão tentou com Róger Guedes, de cabeça, aproveitando cruzamento de Lucas Piton, mas o goleiro Cleiton, do BragaBull, fez a defesa com certa tranquilidade.

Aos 24 minutos do primeiro tempo, o Corinthians deu indícios do que viria a acontecer pouco tempo depois, quando Gustavo Mosquito partiu pelo lado direito, passou por Raul e Léo Ortiz, mas cruzou para trás. Lucas Evangelista chegou fazendo o corte.

MOSQUITO ABRE O PLACAR PARA O TIMÃO

Seis minutos depois, o Corinthians, que vivia o seu melhor momento no jogo, tirou o zero do marcador. E foi com Gustavo Mosquito. O lance começou com Róger Guedes, pela esquerda, que foi para cima da marcação e tentou a finalização, que desviou na defensiva do Braga e sobrou para Mosquito, livre, bater no canto direito de Cleiton.

BRAGA TENTA RESPOSTA RÁPIDA, MAS CÁSSIO SALVA O CORINTHIANS

Quatro minutos após sofrer o gol, o Red Bull Bragantino ficou muito perto de empatar o jogo. Isso aconteceu quando Lucas Evangelista colocou Carlos Eduardo na cara do goleiro Cássio, que saiu do gol e fez grande defesa. No entanto, Carlos estava em posição de impedimento.

DU QUEIROZ TENTA AMPLIAR

Antes de ir para o intervalo, o Corinthians cresceu e quase marcou o segundo com Du Queiroz, que partiu com velocidade pelo lado direito, invadiu a área e bateu, mas a bola foi pelo lado de fora da rede.

DU QUEIROZ ACERTA A TRAVE

Bem como terminou o primeiro tempo, o segundo começou com Du Queiroz quase marcando o segundo gol do Corinthians. A jogada começou com Róger Guedes, em velocidade, que soltou para o camisa 37, que invadiu a área pelo lado direito e soltou o pé. A bola explodiu no travessão.

YURI TAMBÉM ASSUSTA

Dois minutos depois do lance protagonizado por Du Queiroz, foi a vez de Yuri Alberto passar perto de ampliar o placar a favor do Corinthians. E novamente em um lance construído com Róger Guedes, que soltou para o centroavante disparar em ótimas condições de ir às redes, mas o camisa 9 do Timão não chutou bem, e o goleiro Cleiton fez a defesa até com certa tranquilidade.

ALERRANDRO TENTA O EMPATE

Após cinco jogos fora, se recuperando de um problema físico, o atacante Alerrando voltou neste jogo, iniciou no banco de reservas. O jogador entrou no segundo tempo e quase empatou para o Braga, quando aos 17 minutos, ganhou de cabeça, após um cruzamento de Aderlan, e obrigou Cássio a fazer boa defesa.

RAMIRO OBRIGA CLEITON A TRABALHAR

Outro jogador que saiu do banco e quase deixou a sua marca, mas dessa vez para o Timão, foi Ramiro. Aos 33 minutos da etapa final, o camisa 17 foi acionado por Fausto Vera e encheu o pé na entrada da grande área. O goleiro do BragaBull espalmou.

ARTUR TENTA MAS NÃO CONSEGUE O EMPATE

Já nos minutos finais, o atacante Artur quase empatou para o Red Bull Bragantino, que já era todo o ataque buscando igualar o marcador. A bola foi disputada na área, após cobrança de escanteio, e sobrou para o camisa 7, aberto pelo lado direito. O jogador tentou o chute de perna esquerda, mas mandou por cima do gol.

CÁSSIO GIGANTE


Aos 45 minutos do primeiro tempo, o Red Bull Bragantino teve a chance mais clara do empate, quando Miguel cruzou para Luan Cândido, que tocou de cabeça mas parou em uma defesa fantástica do goleiro Cássio.

Já nos acréscimos, aos 48 minutos, o goleiro corintiano impediu novamente o empate do Braga, defendendo uma finalização de Artur.

CORINTHIANS 1 X 0 RED BULL BRAGANTINO
CAMPEONATO BRASILEIRO - 24ª RODADA


Local:
Neo Química Arena, São Paulo (SP)
Data e hora: 29 de agosto de 2022, às 21h30
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA/GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (G0) e Luanderson Lima dos Santos (BA)
Árbitro de vídeo: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Público/renda: 36.484 pessoas / R$ 2.050.950,00
Cartões amarelos: Du Queiroz (Corinthians); Raul (Red Bull Bragantino)
Cartões vermelhos:

Gols: 1-0 Gustavo Mosquito (30'/1T)

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Gil, Balbuena e Lucas Piton (Fábio Santos, ; Fausto Vera, Du Queiroz (Bruno Méndez, 41'/2T) e Renato Augusto (Ramiro, 28'/2T); Gustavo Mosquito (Cantillo, 36'/2T), Yuri Alberto e Róger Guedes (Mateus Vital, 28'/2T). Técnico: Vítor Pereira

RED BULL BRAGANTINO
Cleiton; Aderlan(Andrés Hurtado, 37'/2T), Léo Ortiz, Natan e Luan Cândido; Raul Miguel, 33'/2T), Lucas Evangelista (Jadsom, 11'/2T), Eric Ramires e Hyoran (Alerrandro, 11'/2T); Artur e Carlos Eduardo (Sorriso, 33'/2T). Técnico: Maurício Barbieri