Em meio à crise, Flamengo fecha as portas do CT e minimiza contato do elenco com a imprensa após os jogos

Atividades no Ninho do Urubu não têm sido mais abertas aos jornalistas (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)


Em meio à crise e à pressão por mudanças no departamento de futebol, o Flamengo busca refúgio em Atibaia, onde jogadores e comissão técnica ficarão concentrados até sexta, quando embarcam para Porto Alegre, local do jogo contra o Internacional no sábado, pelo Brasileirão.

O isolamento do elenco, contudo, já começou há semanas, com o clube fechando 'as portas' do Ninho do Urubu para os jornalistas, além de minimizar o contato com os profissionais após as partidas.

ATUAÇÕES: Andreas Pereira recebe a pior nota na derrota do Flamengo para o RB Bragantino

Assim como no Maracanã, após a derrota para o lanterna Fortaleza, não houve zona mista após o revés para o Red Bull Bragantino, nesta quarta, no Estádio Nabi Abi Chedid. Assim, apenas o zagueiro Rodrigo Caio falou, na saída do gramado, ao Premiere - veja a entrevista aqui.

+ Confira a classificação e a tabela completa da Série A do Brasileirão!

Em 12 de março, o clube anunciou o retorno da imprensa aos treinamentos no Ninho do Urubu após o período em que os jornalistas não puderam ir ao CT por conta da pandemia da Covid-19.

Na ocasião, foi dito que a assessoria do futebol informaria "a cada semana o dia no qual o treino seria aberto aos jornalistas", que, mediante à apresentação da vacinação em dia, seriam autorizados a acompanharem e gravarem imagens dos treinos por 15 minutos.

A partir desta data, a imprensa esteve no CT nos dias 14 e 25 de março, 15 e 19 de abril, para os treinos, e nas apresentações de Pablo, em 17 de março, e de Ayrton Lucas e Santos, em 8 de abril.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos