Em jogo tranquilo, Fluminense goleia o Juventude e volta a ser vice-líder do Brasileirão


Foi praticamente um monólogo do Fluminense que, nesta quarta-feira, venceu com tranquilidade o Juventude por 4 a 0 no Maracanã. Em noite chuvosa no Rio de Janeiro, a partida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro foi controlada pelo Tricolor. Germán Cano, Samuel Xavier, Jhon Arias e Michel Araújo garantiram o importante placar em casa.

Com o resultado, o Flu vai a 51 pontos e reassume a vice-liderança do Brasileirão, já que o Internacional tropeçou na rodada. A diferença para o Palmeiras, porém, se mantém em nove pontos. O Juventude segue amargando a lanterna, com 19.

Veja a tabela do Campeonato Brasileiro

FIM DO JEJUM

O Fluminense, como todos os times, veio de 10 dias apenas treinando e descansando por conta da Data Fifa. Mesmo sendo contra o lanterna, tudo funcionou, mesmo com os desfalques de Manoel e Caio Paulista. Destaque para o tabu quebrado: o Flu voltou a sair vitorioso contra os gaúchos depois de 15 anos. A última tinha sido pelo Brasileirão de 2007, por 3 a 2, no Maracanã.

Fluminense x Juventude
Fluminense x Juventude

Flu venceu com facilidade (Foto: Gabriel Bastos Melo/Onzex/Lance!)

FAZ O L

Depois de dois jogos em branco (contra Corinthians e Flamengo), Germán Cano voltou a marcar pelo Fluminense e abriu o caminho para a vitória no Rio de Janeiro. O centroavante igualou a temporada mais artilheira de Fred pelo Tricolor.

OS GOLS

Cano fez o L logo aos 18 minutos do primeiro tempo. Após cruzamento na área, Jadson tentou tirar de cabeça, mas a bola ficou nos pés do artilheiro, que contou com desvio para abrir o placar. Aos 27, foi a vez de Samuel Xavier receber passe açucarado de Arias para cabecear no cantinho e ampliar. O colombiano, depois da assistência, também deixou o dele.

Aos 10 do segundo tempo, Martinelli deu um balão e o atacante bateu cara a cara com o goleiro fazendo o 3 a 0. Michel Araújo ainda fechou a conta após passe de Nathan aos 42.

(SÓ) O FLUMINENSE VAI JOGAR

O Fluminense teve um primeiro tempo tranquilo e controlado. Apesar de o Juventude ter tido uma boa oportunidade logo nos segundos iniciais, o Tricolor não encontrou muita resistência. E foi de forma natural que chegou também aos gols. Primeiro de Germán Cano, aos 18 minutos, contando com desvio na defesa para matar o goleiro. Depois, aos 27, Samuel Xavier fez o 2 a 0. O time de Fernando Diniz só fez o tempo passar. Houve ainda um lance polêmico de pedido de pênalti dos cariocas por bola na mão, mas o árbitro nada marcou.

BEM DE BOA

A segunda etapa seguiu em ritmo parecido com a primeira e, aos 10, Jhon Arias praticamente encerrou a partida ao fazer o terceiro para coroar a ótima temporada. O Juventude ainda perdeu o goleiro Pegorari, que sofreu um corte na boca após dividida e precisou sair. A partir daí, os donos da casa só controlaram o confronto enquanto Fernando Diniz deu oportunidade, por exemplo, a David Duarte, que voltou a jogar depois de mais de um mês fora. Ainda deu tempo de Michel Araújo, três minutos depois de entrar, marcar o quarto e fechar a contagem.

E AGORA?

Os dois times voltam a entrar em campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado. O Fluminense vai até Belo Horizonte enfrentar o Atlético-MG no Mineirão, às 15h. Já o Juventude viaja para a Arena da Baixada, onde encara o Athletico às 19h.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 4 X 0 JUVENTUDE

Data/Hora
: 28/09/2022, às 19h
Local: Maracanã (RJ)
Árbitro: Edina Alves Batista (FIFA)
Assistentes: Fabrini Bevilaqua Costa (FIFA) e Leila Naiara Moreira da Cruz (FIFA)
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA)

Gols: Cano (18'/1ºT) (1-0), Samuel Xavier (27'/1ºT) (2-0), Arias (10'/2ºT) (3-0), Michel Araújo (42'/2ºT) (4-0)
Cartões amarelos: David Duarte (FLU), Capixaba (JUV)
Cartões vermelhos: -

FLUMINENSE: Fábio; Samuel Xavier, Nino (David Duarte - 12'/2ºT) e Felipe Melo (Yago Felipe - 30'/2ºT), Cristiano; André, Martinelli, Paulo Henrique Ganso (Willian - 30'/2ºT); Matheus Martins, Jhon Arias (Michel Araújo - 39'/2ºT) e Germán Cano (Nathan - 30'/2ºT). Técnico: Fernando Diniz.

JUVENTUDE: Pegorari (César - 16'/2ºT); Vitor Mendes, Paulo Miranda (Jean - 15'/2ºT), Nogueira; Rodrigo Soares, Élton, Jádson, Chico (Gabriel Tote - 38'/2ºT) e Capixaba (William Matheus - 38'/2ºT); Felipe Pires (Guilherme Parede - 15'/2ºT) e Isidro Pitta. Técnico: Umberto Louzer.