Em crise, mas confiante: como chega o Vélez para encarar o Flamengo na semi da Libertadores


O rival do Flamengo na semifinal da Libertadores vive um momento bipolar na temporada. Ao mesmo tempo em que sonha com o bicampeonato continental, o Vélez Sarsfield é vice-lanterna e está há 12 partidas sem vencer na Liga Argentina.

O jogo de ida da semifinal da Libertadores está marcado para quarta-feira, às 21h30, no estádio José Amalfitani. O LANCE! acompanha a partida em Tempo Real.

A má fase do Vélez no campeonato nacional não é recente. A última vitória foi em 20 de junto: um 2 a 0 sobre o Rosário Central. Desde então, são oito empates e quatro derrotas. O último tropeço foi o 1 a 1 neste domingo, contra o Independiente.

+ Simule os duelos decisivos da Libertadores

A equipe soma 12 pontos em 16 rodadas e ocupa a 27ª posição entre 28 times na Liga Argentina. Neste período, no entanto, o clube eliminou River Plate e Talleres na Libertadores e chega confiante para mais um confronto mata-mata.

- A Libertadores gera muito entusiasmo. Vamos nos levantar porque estamos convencidos de que estamos à altura da competição. E vamos com tudo para este primeiro jogo, porque já analisamos o rival e já trabalhamos no que está por vir. É preciso ser forte e manter um equilíbrio emocional importante. Mas estamos convencidos do que podemos oferecer nesses dois jogos - disse o técnico Cacique Medina.

Máximo Perrone - Vélez Sarsfield
Máximo Perrone - Vélez Sarsfield

Perrone será desfalque contra o Flamengo (Foto: Divulgação/Vélez)

FATORES EXPLICAM MOMENTO BIPOLAR

A pergunta que os torcedores argentinos - e rubro-negros - se fazem no momento é: "Qual é o verdadeiro Vélez?" O que eliminou o River Plate nas oitavas da Libertadores e, em seguida, despachou o Talleres com duas vitórias? Ou o que não consegue vencer adversários mais fracos na Liga Argentina?

Alguns fatores, como desgaste físico, exaustão mental e relaxamento, podem explicar o momento bipolar do Vélez. Assim como Dorival Júnior, Cacique Medina vem escalando um time alternativo com frequência no campeonato nacional.

Vale lembrar também que o clube não corre perigo de rebaixamento a curto prazo, devido ao regulamento diferente no país vizinho.

DESFALQUE IMPORTANTE

Para o duelo contra o Flamengo, o Vélez Sarsfield terá um desfalque importante. O jovem volante Máximo Perrone sofreu uma lesão na caixa torácica e ficará um mês longe dos gramados

Aos 19 anos, Perrone soma 30 partidas na temporada e é um dos principais jogadores do Vélez. Na atual edição da Libertadores, ele foi titular em todos os jogos na fase de grupos e no mata-mata. Seu substituto natural é o volante Santiago Cáseres, ex-Villarreal.

Além de Perrone, o técnico Cacique Medina pode ter outro desfalque para encarar o Flamengo. Diego Godín, veterano zagueiro ex-Atlético de Madrid e Atlético-MG, se recupera de uma tendinite e não tem volta confirmada para o jogo de ida.