Com gol de pênalti nos acréscimos, Athletico vence o Coritiba no Couto Pereira em clássico pelo Brasileirão

Divulgação /Twitter Athletico PR


No clássico da 13ª rodada do Brasileirão, o Coritiba recebeu Athletico-PR no Couto Pereira, mas o Furacão levou a melhor. Depois de um jogo onde Bento, goleiro rubro-negro, foi o grande nome com belas defesas, o Athletico aproveitou um pênalti, já nos acréscimos para vencer por 1 a 0, gol de Khellven.

Com o resultado, o Furacão subiu para a quarta colocação com 21 pontos ganhos, enquanto o Coxa fica em 13º lugar, com 15 pontos conquistados.

JOGO QUENTE
A primeira etapa foi bastante movimentada, com o Coritiba tendo as melhores oportunidades. O Coxa controlou e criou ótimas chances.
Aos 22, o Furacão chegou a assustar com Cuello, mas nada marcou. A equipe da casa teve a melhor chance aos 36. Na jogada, Alef Manga conseguiu superar Bento e abrir o placar. No entanto, a arbitragem marcou impedimento no lance e anulou o gol do Coxa.

PRESSÃO DO COXA
Na etapa final, os times assustaram ainda mais. O Coritiba seguiu na pressão e teve novamente as melhores oportunidades de abrir o placar. Com menos de 10 minutos, Adrian Martínez, duas vezes, e Thony Anderson tentaram.

Na reta final, a partida ficou mais truncada e com poucas chances. O Coritiba voltou a assustar aos 29, quando Alef Manga cruzou para Igor Paixão. O atacante finalizou em cima da segunda trave passou por cima do gol. No final, Adrián Martínez obrigou Bento a fazer um milagre.

CASTIGO DO FURACÃO
Quando o jogo parecia encaminhar para o empate sem gols, o Furacão levou os três pontos. Após bola levantada na área, o árbitro marcou pênalti em saída estabanada de Rafael William. Na cobrança, Khellven deslocou o goleiro e mandou para o fundo das redes para dar a vitória ao Furacão em território rival.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 0x1 ATHLETICO


Local:
Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data e hora: 19/06/2022 - 16h (de Brasília)
Público: 24.833
Renda: R$ 380.615
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (Fifa-SP)

Cartões amarelos: Adrián Martinez e Rafael William (Coritiba); Pedro Henrique, Pablo Siles, Matheus Babi, Léo Cittadini, Nicolás Hernández e Pablo (Athletico-PR)

Cartões vermelhos: Diego e Warley (Coritiba)

GOLS: Khellven, aos 54’/2°T (0-1)

CORITIBA (Técnico: Gustavo Morínigo)

Rafael William; Matheus Alexandre, Henrique, Luciano Castán e Diego; Willian Farias, Galarza, Thonny Anderson (Léo Gamalho, aos 30‘/2°T); Alef Manga (Warley, aos 46‘/2°T), Adrián Martínez (Guilherme Biro, aos 42’/2°T) e Igor Paixão.

ATHLETICO (Técnico: Luiz Felipe Scolari)

Bento; Khellven, Pedro Henrique, Nicolás Hernández e Pedrinho; Erick, Pablo Siles (Vitor Bueno, aos 45‘/2°T) e Terans (Matheus Babi, aos 13‘/2°T); Marcelo Cirino (Léo Cittadini, aos ‘/2°T), Pablo (Vitor Roque, aos 13‘/2°T) e Cuello.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos