Eliminação deixa Fluminense muito longe de previsão orçamentária em premiações

Fluminense foi eliminado da Copa do Brasil pelo Corinthians (Foto: Lucas Merçon/FFC)


O Fluminense está eliminado da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, o Tricolor perdeu para o Corinthians por 3 a 0 e concretizou a queda na semifinal da competição. A ida, no Maracanã, havia sido 2 a 2. Além de manter os 10 anos sem um título nacional relevante, o clube também sofre nos cofres: a derrota significa uma distância grande da previsão orçamentária para 2022.

Até agora em 2022, o Tricolor soma R$ 26,6 milhões em premiação, faltando cerca de R$ 40,7 milhões para atingir o que foi previsto pela diretoria de R$ 67,316.874,00 somando todas as competições. Esse valor é bem mais do que os R$ 38 milhões da previsão de 2021.

Quando divulgou o orçamento, o Flu apostava em chegar à final do Campeonato Carioca, onde foi campeão, na fase de grupos da Libertadores, que caiu na terceira fase, ser sexto lugar no Brasileirão (atualmente está em quarto) e chegar às quartas da Copa do Brasil, competição da qual cai na semifinal. Como a previsão saiu depois da queda na Libertadores, a diretoria também projetou chegar às oitavas da Sul-Americana, algo que não se concretizou. O estadual, vale lembrar, não teve premiação pelo segundo ano seguido.

Veja a tabela da Copa do Brasil

​No total, são R$ 16,8 milhões na Copa do Brasil (R$ 1,9 milhão na terceira fase, R$ 3 milhões nas oitavas, R$ 3,9 milhões nas quartas e R$ 8 milhões na semifinal). Somadas as participações em competições da Conmebol, o Fluminense acumulou só US$ 1,1 milhão de dólares (cerca de R$ 5,5 milhões na cotação da época) na Libertadores e US$ 900 mil dólares (R$ 4,3 milhões na cotação da época) na Sul-Americana.

Sem os R$ 25 milhões em caso de vice-campeonato ou os R$ 60 milhões com o título, a soma fica baixa. O valor que ainda entrará nessa conta é do Campeonato Brasileiro. Apesar da projeção ser o sexto lugar, atualmente o Tricolor vê como possível uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores terminando no G4.

O campeão do Brasileirão ganha R$ 33 milhões, o segundo R$ 31,3 milhões, o terceiro R$ 29,7 milhões, o quarto R$ 28 milhões, o quinto R$ 26,4 milhões e o sexto R$ 24,7 milhões.

O Fluminense agora vai juntar os cacos e volta a entrar em campo no próximo domingo, às 16h, pelo Brasileirão, quando faz o clássico com o Flamengo. O confronto é válido pela 27ª rodada da competição.