Elenco do São Paulo não 'abandona' Igor Gomes mesmo com reação negativa da torcida

Igor Gomes tem sido alvo de críticas por parte da torcida (Rubens Chiri / saopaulofc.net)


Neste domingo (11), no clássico do São Paulo com o Corinthians, mais uma vez Igor Gomes foi alvo de vaias por parte da torcida. Desta vez, antes mesmo de entrar em campo.

Galeria
> ATUAÇÕES: Éder desencanta e Felipe Alves salva empate do São Paulo

Tabela
> Veja tabela do Campeonato Brasileiro e simule os próximos jogos

Na escalação - que antecedeu o empate por 1 a 1 no confronto - quando o nome do meia foi anunciado pelos altos-falantes do estádio, a torcida Tricolor já vaiou - e isso ainda sem a bola ter rolado. Durante o jogo, mesmo cenário. A saída do atleta para a entrada de Patrick gerou uma reação idêntica, enquanto outros nomes foram aplaudidos.

A pressão dos torcedores com o atleta não é recente. Desde o encontro com o Atlético-GO, pelo primeiro jogo válido pela semifinal da Copa Sul-Americana, as críticas cresceram ainda mais. Isso porque nesta partida em questão, o jogador foi expulso aos 40 minutos.

Mesmo com suas más fases, o atleta nunca deixou de ser opção para Rogério Ceni. Nesta temporada, é um dos jogadores com mais minutos em campo. Ao todo, já soma 50 jogos. Destes, somente em sete começou no banco de reservas.

Em números, a situação de Igor Gomes também chama atenção. De acordo com dados divulgados pelo FootStats, é o nome do São Paulo com mais erros de passes no Campeonato Brasileiro (90). Em cruzamentos, a média de erros supera a de acertos (40 contra 18). Entretanto, mesmo que a torcida demonstre ‘estar perdendo a paciência’, sua situação em relação a Rogério Ceni e ao restante do elenco tricolor é completamente oposta.

Após o clássico contra o Corinthians, Rafinha e Ceni se manifestaram em prol ao jogador. O veterano e o técnico - que é consagrado ídolo no clube - mostraram de forma clara e evidente que ‘não desistiram’ da cria de Cotia.

Para Rafinha, se trata de um jogador jovem. O lateral mostrou discordar de forma explícita do comportamento adotado pelos torcedores. De acordo com suas palavras, se trata de um atleta novo e que ainda está se desenvolvendo, desta forma, a pressão sofrida afeta de forma direta em seu desempenho.

- É um moleque do bem, se entrega em todos os jogos. Às vezes o torcedor fica zangado, muito por ele ter sido expulso lá contra o Atlético-GO, mas ele já ajudou muita gente. É um menino novo, que entrega tudo. Eu fico triste porque queria que eu, que sou experiente e tenho as costas um pouco mais árduas, que fosse para mim. Eu sei lidar com a situação, isso pode acabar atrapalhando um pouco ele na partida, às vezes perde a confiança, mas assim, falei para ele continuar firme - disse o veterano.

Rogério Ceni também saiu em sua defesa. O técnico relembrou durante a coletiva de imprensa casos onde também foi vaiado. Conforme as palavras do treinador, não foi o pior jogador da partida, deixando claro que segue em apoio ao atleta.

O máximo que posso dizer pra ele é que eu fui vaiado aqui e sobrevivi. São situações distintas, ele é jovem, tem um futuro indefinido no clube, porque o contrato termina em março. Ele tem que ter força e conviver com essa situação, e nós precisamos dele porque trocamos jogadores e em determinados jogos ele vai ficar fora. Menino de cabeça boa, boa formação. Vai ter que reverter isso com gol, assistência. Lamento que ele tenha que passar por isso. Não foi de longe o pior jogador em campo. Mas são estigmas que ele tem que carregar - disse o treinador.

Em sua fala, Ceni trouxe à tona a questão contratual de Igor Gomes. Revelado em Cotia, subiu ao time profissional no final de 2018. Seu atual vínculo com o Tricolor vai até março do próximo ano. Porém, nada a respeito de renovações foi conversado até o momento. O LANCE! adiantou que o meia recusou a primeira proposta feita pelo Tricolor e quer uma valorização salarial.

Neste contexto, o Botafogo chegou até a demonstrar um certo interesse na cria de Cotia. O clube carioca visava um pré-contrato, mas nada foi desenrolado de fato.

Nesta semana, o São Paulo se prepara para enfrentar o Flamengo na quarta-feira (14), às 21h45, no Maracanã. O confronto será válido pela decisão na semifinal da Copa do Brasil. E em meio a este contexto, se for escalado, Igor Gomes pode ter a chance de ‘fazer as pazes’ com a torcida, a fim de reverter a desvantagem adquirida em casa após o Tricolor ser derrotado por 3 a 1.