Elena Rybakina vence Ons Jabeur e é campeã de Wimbledon

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A tenista cazaque Elena Rybakina, número 23 no ranking da WTA, se sagrou campeã de Wimbledon neste sábado ao derrotar na final a tunisiana Ons Jabeur.

Rybakina fechou o jogo em 2 sets a 1, de virada, com parciais de 3-6, 6-2 e 6-2, em uma hora e 47 minutos de partida.

"Estava supernervosa antes e durante o jogo", reconheceu a cazaque, de 23 anos, em entrevista após o título.

"Não esperava chegar à segunda semana de um Grand Slam, em Wimbledon, e ser a vencedora é simplesmente incrível", acrescentou Rybakina, que agradeceu, entre outros, ao presidente da federação cazaque de tênis por ter acreditado nela.

Nascida e criada na Rússia, ela optou por jogar sob a bandeira do Cazaquistão em 2018, quando era número 175 do mundo.

Quatro anos depois, Rybakina disputa Wimbledon em uma edição em que tenistas russos e bielorrussos foram excluídos em represália à invasão da Ucrânia pelas tropas de Vladimir Putin.

Até então, sua melhor participação em um Grand Slam tinha sido em Roland Garros no ano passado, quando chegou às quartas de final.

Esta também foi a primeira final de um major para Jabeur, que afirmou querer ser uma pioneira para jogadoras árabes e africanas.

"Amo tanto este torneio e me sinto triste, mas assim é o tênis e só existe uma vencedora", disse a tunisiana, de 27 anos. "Espero ter inspirado muitas gerações em meu país", acrescentou.

"Ons é uma inspiração para todo o mundo", reconheceu Rybakina sobre sua adversária.

acc/psr/cb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos