Ednaldo Rodrigues vê justiça em estátua para Marta e explica mudanças na Seleção feminina

Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF, ao lado de Marta (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)


Maior jogadora da história do Brasil, Marta foi homenageada pela CBF nesta quinta-feira e ganhou uma estátua no museu da sede da entidade na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Depois do evento, o presidente Ednaldo Rodrigues falou sobre a ação e exaltou a jogadora seis vezes melhor do mundo.

- A CBF está procurando homenagear em vida aqueles que sempre procuraram contribuir com o futebol brasileiro e também uma integração da CBF de resgatar o convívio com imprensa, atletas, dirigentes , clubes, torcedor de uma forma geral… Num espaço desse tão aprazível como é o museu da Seleção Brasileira tem que ter mais a participação de todos - afirmou.

- É uma justiça para uma pessoa que sempre fez pelo futebol brasileiro. Não foi à toa as conquistas coletivas que ela teve com a Seleção Brasileira e também individuais pelo seu talento e pela sua dignidade. Então num momento que a CBF pensa em cada vez mais fomentar e incentivar o futebol feminino no Brasil e não só para atletas, mas também formar mulheres dirigentes que administrem o futebol é o nosso norte. Sempre estar valorizando a figura da mulher não por ser apenas mulher, mas por ter ser competente e ter dignidade. Temos que ter respeito e vamos fazer de forma linear esse compartilhamento do futebol brasileiro com as mulheres.

Na última Data Fifa da Seleção Brasileira, a CBF anunciou o adversário apenas quatro dias antes de o grupo entrar em campo contra a África do Sul. O mandatário da entidade explicou a demora do planejamento e também sobre o que é pretendido para a Copa do Mundo, que tem início em 20 de julho de 2023.

- Na realidade, o futebol feminino estava passando por uma reformulação. A Pia solicitou que tivesse uma reformulação administrativa na seleção feminina. Por isso, atrasou um pouco na parte do orçamento para quem pudesse estar viajando. Isso foi apenas uma situação, uma exceção à regra e daqui pra frente, sempre competições acontecerão com uma antecedência bem maior - garantiu.