Edilson Capetinha revela mágoa com torcida do Flamengo: 'Só lembram do Pet'

Edilson marcou dois gols na final (Fotos: Cleber Mendes / LANCEPRESS! e Julio Cesar Guimaraes / LANCEPRESS!)


A final do Campeonato Carioca de 2001 está marcada no coração dos rubro-negros. Durante o programa "Arena SBT" da última segunda-feira, Edilson Capetinha relembrou da decisão e revelou que sente uma mágoa da torcida do Flamengo.

+ Dorival agora também tem sósia! Compare todas as imitações dos profissionais do Flamengo

- O cara faz dois gols no jogo e sofre a falta para o homem bater. Bater um pênalti em final de campeonato não é fácil. Às vezes eu fico com um pouco de mágoa com a torcida do Flamengo, porque só lembram do Pet. O último gol é o que as pessoas lembram. Assumi a responsabilidade, depois eu fiz o segundo gol, com passe dele. Quem sofre a falta e faz dois gols, merece ser o dono do jogo - disse Edilson.

O Flamengo precisava vencer o Vasco por dois gols de diferença para conquistar o título. Edilson Capetinha estufou as redes duas vezes e ainda sofreu a falta que originou a cobrança de falta do Pet. Independentemente do protagonista do jogo, a decisão ficou marcada na história do clube e é lembrada até hoje pelos rubro-negros.

+ Neto chama jogador do Flamengo de 'craque' e exalta torcida do Corinthians: 'Não vaia'

Com passagens por Corinthians, Palmeiras, Cruzeiro, Benfica, Vasco e Flamengo, Edilson Capetinha conquistou títulos marcantes e protagonizou episódios polêmicos dentro de campo. É apontado como um dos grandes personagens do futebol brasileiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos