Duílio quer comprar Yuri Alberto e pode envolver jogadores do Corinthians no negócio


Com contrato de empréstimo até o meio do ano que vem, o atacante Yuri Alberto será comprado em definitivo pelo Corinthians se depender da vontade do presidente Duílio Monteiro Alves.

+ Manto do Corinthians: veja os modelos finalistas para quarta camisa do Timão em 2023

O mandatário corintiano não revela os valores fixados para a compra do atacante que, segundo informações que a reportagem possui, é de 20 milhões de euros (R$ 102 milhões).

A quantia é 5 milhões de euros (R$ 25,5 milhões) a menos que o Zeni pagou no início desta temporada para ter o jogador. No entanto, em meados de junho Yuri se mostrou infeliz no país europeu e solicitou o seu retorno ao Brasil, acertando com o Timão.

- Então, estamos muito contentes e lógico que é uma intenção nossa comprar. Mas também depende muito do momento. O Zenit comprou ele no início deste ano por 25 milhões de euros, acabou usando muito pouco por conta da guerra. Mas existe a nossa vontade(de comprar) e o Zenit sabe disso - disse o presidente corintiano em entrevista a rádio Craque Neto.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

Duílio, inclusive, rasgou elogios ao camisa 9 do Timão.

- Eu já gostava e gosto muito dele (Yuri Alberto). Acho que ele tem a cara do Corinthians, ele treina muito e joga muita bola, corre o jogo todo e tem muita qualidade. Com o tempo, nossos outros atletas estão entendendo melhor, isso é só com treino e com jogo. A forma dele jogar, de bola no espaço, profundidade e ele ajuda na marcação, na recomposição e faz gol - comentou o cartola.

Yuri Alberto
Yuri Alberto

Yuri Alberto comemora gol contra o São Paulo, pelo Brasileirão (Foto: ALEX SILVA/LANCEPRESS!)

Em contrapartida ao empréstimo de Yuri, o Corinthians cedeu ao Zenit, também até o meio do ano que vem, o goleiro Ivan e o atacante Gustavo Mantuan.

Ivan tem ficado no banco de reservas e não teve muitas chances no time russo, já Mantuan tem tido uma sequência e já marcou dois gols em cinco partidas.

- (Ivan e Matuan) Foram negócios que fizemos com o Zenit e em troca de empréstimo somente. Os dois podem ser comprados pelo Zenit, como podem voltar. Depende um pouco da vontade do atleta e do Zenit. Lógico, do Corinthians aceitar a proposta, mas existe. Vamos pensar em algumas alternativas para que no início do ano a gente converse com o Zenit e veja as possibilidades - disse Duílio admitindo até mesmo a chance de inserir os atletas que estão no time europeu para uma possível aquisição em definitivo de Yuri Alberto.

Confira outras respostas de Duílio na entrevista:

Compra de Balbuena e Maycon

- Balbuena foi e é um empréstimo que fizemos pela sanção da Fifa. Estava jogando na Rússia e pela sanção da Rússia, que saiu nesse começo de ano, todos os atletas teriam a opção de serem emprestados, caso eles queiram, por um ano. Ele exerceu esse direito, vamos dizer assim, dado pela Fifa, e fizemos um contrato com ele até julho do ano que vem. Existe a possibilidade, lógico, para que ele venha em definitivo, mas não é a hora e nem o momento. A gente tá aí, e ele acabou de chegar, se eu não me engano há dois meses, e tem um tempo grande ainda. Também não sabemos como vai, infelizmente, seguir essa questão da guerra, se ela continua ou não. Então, essa parte a gente tem um tempo grande para decidir. Parece um pouco com a questão do Maycon.

Sobre o acordo com a Caixa para o pagamento da Neo Química Arena:

- O acordo foi feito para ser pago, agora, em 20 anos. Dos R$ 600 milhões hoje, com os valores corrigidos, já tem um valor a receber de R$ 400 milhões, mesmo com duas parcelas já pagas anuais. Então, estamos falando de uma diferença de aproximadamente 200 milhões. Isso está planejado para que seja pago em 20 anos e que o Corinthians permaneça neste período, no mínimo, com 50% da receita da Arena. para que a gente possa ter fluxo de caixa, manter o clube, investir no time, no social e etc.

Propostas por Róger Guedes:

- O Corinthians tem 40% e o Róger Guedes tem 60% (dos direitos do jogador). Ele saiu de lá (China) livre, os direitos eram todos dele. Então, o Corinthians ficou com 40%. O atacante tem um contrato longo e sairia se fosse em uma venda.

Venda de atletas:

- Esse ano nós já atingimos a meta esperada de cento e poucos milhões, não lembro exatamente. A gente vem cumprindo muito o orçamento, a cada linha, diariamente, para que a gente não fuja do que foi arrecadado e podemos gastar, para que a gente não gaste mais do que arrecadamos. E o número que foi, inclusive, apresentado na Reunião do Conselho Deliberativo, que foi a revisão orçamentária. Ano passado, o Corinthians arrecadou R$ 503 milhões brutos, que foi o recorde da história, primeira vez que passou de R$ 500 milhões. Esse ano já está projetado para o fim ano que a gente chegue a R$ 750 milhões de arrecadação, ou seja, um aumento de 50% a mais acima do recorde. Então, estou muito contente e tenho que agradecer muito a nossa diretoria.

Treino aberto antes da final da Copa do Brasil:

- Eu tenho recebido muitos pedidos, não só do torcedor das organizadas, mas do torcedor comum, dos sócios, dos atletas e da comissão técnica, de fazer o treino aberto, receber a energia da Fiel antes do segundo jogo, no Rio de Janeiro. A gente depende de algumas autorizações, da cidade, da parte de trânsito, CET e do policiamento. A gente tem conversado e tentando aproximar cada vez da Polícia Militar para que a gente possa fazer uma festa bonita, como temos feito em todos os jogos, no pré-jogo dos jogos na Arena. O torcedor merece esse espetáculo, ele não paga ingresso barato e acho que tudo tem que criar uma diversão com o torcedor, entretenimento para toda família. E é diferente do jogo. O jogo é a cereja do bolo, mas a Neo Química é um estádio maravilhoso e tem condições para que a gente faça isso.

- O treino aberto a gente depende, sim, de receber 10 mil pessoas, de comunicar a cidade de São Paulo e o policiamento, trânsito e todas as esferas de poder. Fizemos um treino aberto em 2018 e não tivemos policiamento, mas não é o caminho certo. É uma responsabilidade muito grande levar 40, 45 mil pessoas na Arena sem o policiamento. A gente não pode por força de lei e é obrigado que se comunique - concluiu.

Futebol feminino:

- Eu tenho um orgulho muito grande das Brabas, como a gente chama, há alguns anos vêm conquistando tudo que disputam: Libertadores, Brasileiro, Campeonato Paulista. E é um trabalho muito bem feito, que a gente tem um prazer muito grande de apoiar. A Cris (Gambaré), nossa diretora, faz um trabalho sensacional, trabalha 24 horas por dia e não só com o futebol feminino do Corinthians, mas com o entendimento que temos trabalhado no desenvolvimento da modalidade, do crescimento. E é tão bom que nosso público foi batido pelo Internacional, de Porto Alegre, na final, tudo bem que lá os ingressos foram gratuitos, em troca de alimento, mas, mesmo assim, fizeram uma festa incrível. Aproveito para parabenizar a torcida do Inter também pelo investimento. E hoje os ingressos estão praticamente esgotados, mas por conta do sistema. Muitas das vezes as pessoas compram o ingresso e tem um tempo para confirmar o pagamento. Pode ser que tenhamos ingressos retornando para a venda no site, hoje ainda, amanhã e no próximo sábado e devemos bater o recorde.

- Nossas meninas jogam um futebol de respeito. Eu estive acompanhando sempre, estive no Allianz no último jogo delas, vou estar na Neo Química Arena. Arthur (Elias) é um treinador excelente, ganhamos 11 títulos e chegamos a 12 finais, então é um número incrível - concluiu.

Time sub-20:

- O Danilo vem fazendo um excelente trabalho, e o Corinthians está na final. O Palmeiras tem um excelente time, o jogo domingo, às 11 (horas) da manhã, na Neo Química Arena, é também porque eles merecem receber a fiel em uma decisão desse tamanho. Então as coisas vêm acontecendo.