Duílio promete acordo diferente da Libertadores para setor visitante em novo Corinthians x Flamengo

Presidente do Timão, Duílio Monteiro Alves (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)


Quando Corinthians e Flamengo se enfrentaram nas quartas de final da Libertadores, a torcida corintiana não ficou satisfeita com o acordo feito entre as diretorias em relação ao número de ingressos destinados aos visitantes. Para a final da Copa do Brasil, Duílio Monteiro Alves, presidente do Timão, afirmou que o esquema será diferente.

+ Balbuena assume o quarto lugar! Veja os defensores do Corinthians com mais gols na Arena

No mata-mata da competição nacional, Duílio prometeu que o acordo será pautado de acordo com a capacidade de cada estádio. Na Libertadores, os dois clubes costuraram um acordo para levar 4 mil torcedores visitantes tanto na Neo Química Arena quanto no Maracanã. O número representava 8,13% da capacidade total da arena corintiana, e 5,71% da quantidade máxima do estádio carioca.

- São competições diferentes e números diferentes. Na Libertadores, era um número absoluto, então há reciprocidade, você dá 2 mil ingressos e recebe 2 mil ingressos. Na Copa do Brasil, assim como no Brasileirão, existe percentual do estádio. Contra o Fluminense, por exemplo, fizemos 6% da carga da Neo Química Arena e 6% no Maracanã. Isso será feito com o Flamengo, mas ainda não sei o percentual - afirmou Duílio após o sorteio dos mandos de campo.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule os últimos jogos

O mandatário corintiano aproveitou a oportunidade para exaltar o apoio da Fiel no jogo de volta contra o Rubro-Negro na Libertadores e cutucou a torcida flamenguista.

- Mesmo na Libertadores, tínhamos 4 mil torcedores que fizeram um barulho incrível e que gritaram mais alto que os outros 60 mil que estavam lá - concluiu o presidente do Corinthians.

A partida de ida da final da Copa do Brasil será disputada na Neo Química Arena, no dia 12 de outubro, O jogo decisivo será no Maracanã, no dia 19 de outubro. A carga de ingressos para os setores visitantes nos dois estádios ainda não foi definida.