Duílio fala sobre possíveis renovações com Vítor Pereira e atletas do Corinthians


O técnico Vítor Pereira tem contrato com o Corinthians até o fim desta temporada. E mesmo com o clube em disputa no Campeonato Brasileiro, onde está na quarta colocação, e envolvido na semifinal da Copa do Brasil, há a expectativa entre os corintianos sobre a continuidade, ou não, do treinador no ano que vem.

+ 112 anos do Timão: relembre 12 momentos marcantes na história do Corinthians

Duílio reforçou que só conversará sobre renovação no fim da temporada, muito por conta de uma postura do treinador português. No entanto, o presidente corintiano negou que haja problemas familiares ou externos, de modo geral, que jogam contra uma continuidade do técnico.

- Continua a mesma coisa. É até bom falar aqui, pois nos últimos dias saíram muitas coisas, culpando a esposa, a família, e isso não existe. Já deixamos bem claro, ele e eu, que a forma dele de trabalhar é esperar a temporada acabar para fazer uma avaliação. Se as duas partes estiverem satisfeitas, a gente renova. Não terminou a temporada, não existe um culpado de ele ficar ou não, até porque a gente não sabe se ele vai ficar ou não. Tudo no seu tempo, agora é reta final, e assim que a temporada acabar a gente senta para definir o futuro - falou o presidente corintiano.

E mesmo sem a certeza de que VP seguirá comandando o Time do Povo, Duílio tem confiado a condução do projeto, até mesmo visando o ano de 2023.

- Ele é uma pessoa incrível, um treinador de primeira linha. Tudo que tem sido feito é pensando no futuro do clube, independente do treinador que estiver –como foi na chegada do Fausto Vera, por exemplo. Ele tem essa preocupação, a gente conversa muito disso, que precisamos fazer o melhor para o clube independentemente de ele continuar ou não. Foi assim na compra do Giovane, na do Fausto. A gente divide tudo com ele, e a experiência dele nos ajuda na sequência independente de quem for treinar o time - pontuou Duílio.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

Duilio Monteiro Alves - 112 anos Corinthians
Duilio Monteiro Alves - 112 anos Corinthians

Duílio atendeu a imprensa após participar da live show especial(Foto: Fábio Lázaro/Lancepress)

É um desejo de Duílio que o contrato seja renovado. A relação entre o presidente e o treinador é muito boa, a ponto do mandatário corintiano ter oferecido a extensão do vínculo mesmo após uma derrota do Timão no clássico contra o Palmeiras, no último dia 13 de agosto.

RENOVAÇÕES DE ATLETAS

O Corinthians conta com três jogadores em fim de contrato: o lateral-esquerdo Fábio Santos, o volante Xavier e o meia Ramiro.

Do trio, Duílio garantiu apenas que conversa pela extensão contratual de Fábio. Já os demais, ele aguardará uma avaliação da comissão técnica.

- Com Fábio Santos, sim. A gente já se conhece há muitos anos, é um cara sensacional e vem fazendo grandes jogos. Então, a intenção é renovar mais um ano e ir de ano a ano. Enquanto ele tiver condições de fazer grandes jogos, vamos seguir. Em relação aos outros, ainda não conversamos. Passa muito por quem será o treinador, se o Vítor vai renovar ou não. A gente espera essas definições, mas faltam dois meses, em novembro o campeonato acaba, e aí teremos bastante tempo para começar a definir essas coisas - pontuou Duílio.

O presidente corintiano lamentou não ter conseguido uma peça de reposição para o meia Willian, que deixou o clube há três semanas e acertou com o Fulham, da Inglaterra. Ainda assim, o saldo do cartola sob a condução corintiana no mercado foi positivo.

- De última hora não tivemos condições de encontrar uma reposição para o Willian, até pelo prazo, mas de resto trouxemos o Balbuena, Fausto, Yuri Alberto. Foi muito boa (a janela). Temos um time forte, que vem melhorando a cada jogo, e esperamos ter bons resultados neste final de temporada: a semifinal da Copa do Brasil e, no Brasileiro, pouco se fala, mas o Corinthians é o único time que está no G4 desde a primeira rodada. Nunca foi favorito, não era para estar lá, mas estamos lá, já na metade do segundo turno - destacou Duílio.