Dorival analisa início de trabalho no Flamengo e elenca vantagens em ter 'dois times titulares'


Grande responsável pela virada de chave do Flamengo na temporada, Dorival Júnior completou dois meses no cargo nesta semana em grande estilo: com a classificação às semifinais da Libertadores. Em entrevista ao programa "FlaPress", da FlaTV+, o treinador analisou o início de trabalho e destacou os pontos necessários para manter o desempenho atual.

+ Confronto definido: a agenda do Flamengo até as semifinais da Libertadores contra o Vélez Sarsfield

- É um início animador, mas nada ainda que nos deixe tranquilos. Temos que ter essa consciência. É um trabalho que vai depender de tudo que possa acontecer daqui para frente. Espero que mantenhamos da forma como estamos neste momento, continuemos o processo de evolução da equipe, os jogadores continuem acreditando naquilo que está sendo trabalhado e os resultados continuem aparecendo. Acho que isso seria fundamental para que mantivéssemos esse ímpeto no torcedor ainda vivo.

Dorival Júnior também explicou a opção por rodar o elenco e ter 'dois times titulares', um nas Copas e outro no Brasileirão. O técnico elencou as vantagens deste tipo de metodologia e destacou a união do grupo de jogadores rubro-negros.

+ Dorival adota estratégia diferente de Jorge Jesus em início avassalador no Flamengo

- Você não sobrevive (no futebol) se não tiver objetivos claros e, principalmente, se os jogadores não acreditarem naquilo que você está propondo. Nós temos uma ideia e estamos tentando segui-la. Nós estamos trabalhando com duas equipes simultaneamente, mas dando a mesma atenção em todos os aspectos. Fazendo com que todos se sintam importantes e participantes do projeto.

Dorival Júnior - Flamengo
Dorival Júnior - Flamengo

Dorival em treino no Ninho do Urubu (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

- Não adianta definir uma equipe titular. Se em determinado momento tivermos a necessidade de uma definição, talvez nós tenhamos uma equipe. Mas, nesse instante, estamos com 22, 24 jogadores atuando diretamente, todos satisfeitos e motivados. Pode ser que, de repente, encontremos alguma dificuldade, mas se estivermos juntos da forma como estamos agora, não tenho dúvidas de que teremos um caminho muito bom pela frente.

+ Flamengo entra 'na onda' e anuncia lançamento do terceiro uniforme

Além de manter o grupo unido e motivado, a estratégia do rodízio tem um outro fator importante, segundo Dorival Júnior: a queda no número de lesões musculares.

- É lógico que você depende, e muito, de resultados. Nas últimas equipes, nós também propusemos isso e os jogadores aceitaram. Nós estamos há quase dois meses aqui e estamos há quase dois meses sem um lesão muscular. É um fato que passa desapercebido, mas é muito importante. Nós temos um calendário irracional. Não temos condições de jogar essa quantidade de jogos por ano.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule os resultados

O Flamengo volta a campo neste domingo, às 16h, para encarar o Athletico-PR, pelo Campeonato Brasileiro. Após vencer Atlético-GO e São Paulo nas últimas rodadas, o time alternativo deve receber mais uma chance com Dorival Júnior.