Djokovic tem pior posição em quatro anos. Federer deixa o ranking

AELTC
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Em novo ranking divulgado pela Associação dos Tenistas Profissionais, Novak Djokovic, mesmo com o título de Wimbledon, sofreu queda perdendo quatro colocações e passou a ocupar a sétima posição.

A posição é a pior de sua carreira em quatro anos, desde agosto de 2018 quando foi o décimo colocado. Ele perdeu 2000 pontos pelo descarte do Grand Slam de 2021 por conta da resolução da ATP que não deu pontos e descartou da temporada anterior.

A liderança foi mantida pelo russo Daniil Medvedev que chegou às nove no topo e igualou seu compatriota Marat Safin. Alexander zverev ficou em segundo e Rafael Nadal perdeu 360 referentes a 2019 (descarte de metade dos pontos), mas subiu uma posição e foi ao terceiro lugar. Stefanos Tsitsipas subiu para o quarto seguido pelo norueguês Casper Ruud e o espanhol Carlos Alcaraz. Andrey Rublev é o oitavo seguido pelo canadense Felix Aliassime e o italiano Jannik Sinner que subiu três e fecha o top 10. Vice de 2021, o italiano Matteo Berrettini perdeu quatro e é o 15º.

Roger Federer pela primeira vez saiu do ranking desde setembro de 1997 quando entrou na tabela. Ele descartou os 600 pontos do vice-campeonato de 2019. O suíço não atua há mais de um ano pela lesão no joelho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos