Dirigente do Cuiabá explica proibição do uso de camisas de outros times na Arena Pantanal

Arena Pantanal não costuma dar sorte ao Santos (Foto: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians)


Na última semana, o Cuiabá proibiu o uso de camisas de outros times nos setores Leste e Sul da Arena Pantanal, destinados à torcida auriverde. A medida será implementada a partir da disputa contra o Santos no próximo domingo (28), válida pela 24° rodada do Campeonato Brasileiro. Nesta semana, Cristiano Dresch, vice-presidente do clube, explicou as motivações da decisão.

'O Cuiabá já vinha querendo adotar este posicionamento há um tempo, porque temos como objetivo valorizar o clube da nossa cidade, representar o estado de Mato Grosso, e unificar a torcida. Ainda há setores para a equipe visitante, como o Norte e o Oeste, em que o uso de qualquer camisa é permitido', explica Cristiano.

A proibição visa valorizar o clube como símbolo da cidade, e também manter a aproximação do Cuiabá com a torcida, visto que só neste ano diversas ativações incentivaram a ida do torcedor ao estádio, como os ingressos a partir de R$ 10 no jogo contra o Botafogo em julho, ou a campanha com outdoors pela cidade no duelo contra o Ceará em junho.

Os setores Leste e Sul da Arena foram priorizados na política do veto pois concentram a maior quantidade de torcedores. Posteriormente, a agremiação pretende fazer com que a ação também valha para o setor Oeste, já que apesar do ingresso ser mais caro do que em outras áreas, ainda conta com a presença do público em 30% da capacidade.

O vice-presidente do clube ainda ressalta que a medida não está relacionada à venda de camisas e itens do Cuiabá, já que não existe obrigatoriedade do uso de artigo do time para assistir a partida. A maioria dos clubes nacionais segue essa diretriz, como Brusque e CSA, que também adotaram essa mesma definição neste ano.

'O propósito da medida é ter na arquibancada as pessoas vestindo as cores do Cuiabá, principalmente porque éramos o único clube da Série A e da Série B que ainda autorizava que isso acontecesse. A proibição já foi divulgada há uma semana, e a pessoa que chegar vestindo a camisa de outro clube não será autorizada a entrar. Vamos manter uma fiscalização severa em cima disso. Estaremos disponibilizando atendimento para esclarecer isso e demais dúvidas para todos', finalizou.